Megadeth retorna ao Brasil para tocar disco clássico na íntegra

Após show conturbado no Metal Open Air, banda apresenta álbum "Countdown to Extinction" em São Paulo nesta quarta

Augusto Gomes , iG São Paulo |

Três passagens pelo Brasil em menos de um ano. O Megadeth, banda liderada por Dave Mustaine, tornou-se um dos grupos internacionais mais frequentes no país. Depois de se apresentar nos festivais SWU (Paulínia, novembro de 2011) e Metal Open Air (São Luís, abril deste ano), a banda retorna para uma performance única em São Paulo, nesta quarta-feira (dia 5).

Será uma apresentação bem diferente dessas duas anteriores. O Megadeth vai tocar o disco "Countdown to Extinction" na íntegra. O álbum, lançado em 1992, é o mais vendido da carreira da banda (chegou ao número 2 da parada americana e ao 5 da britânica) e rendeu sucessos como "Symphony of Destruction", "Sweating Bullets" e "Skin O' My Teeth", entre outros.

São Paulo será apenas a segunda cidade do mundo a receber este show. O primeiro foi em Bogotá, na Colômbia, no último domingo (dia 2). Naquela apresentação, o grupo tocou seis canções (incluindo "Hangar 18" e "A Tout le Monde") e depois partiu para as 11 faixas de "Countdown to Extinction", tocadas na mesma ordem do álbum. O bis teve "Peace Sells" e "Holy Wars... The Punishment Due".

Os fãs brasileiros têm boas razões para comemorar esta volta. Afinal, o show mais recente do Megadeth no país foi um dos mais atribulados da história do grupo. A banda foi a única das atrações principais do malfadado Metal Open Air a fazer seu show, e mesmo assim em péssimas condições de luz e som.

Apesar das dificuldades, o grupo completou seu show. "Nós tocamos, não importa em que condições. Não estávamos mais tocando para os organizadores; estávamos tocando para as pessoas. Isso é o que importa. A música e tocar para vocês", afirmou Dave Mustaine no Facebook, na época do festival.

A apresentação desta quarta acontece numa das fases mais estáveis da carreira do Megadeth. Após anos de abuso de álcool e drogas (e diversas passagens por clínicas de reabilitação), o vocalista e guitarrista Dave Mustaine está sóbrio. Nos anos 2000, ele converteu-se ao cristianismo. O mesmo fez o baixista Dave Ellefson, que voltou ao grupo em 2010, após oito anos afastado da banda.

Mas, mesmo sóbrio, Mustaine continua polêmico. Conhecido por sua língua ferina (suas brigas com o Metallica, banda que integrou entre 1981 e 1983, são lendárias), o cantor recentemente foi criticado por dizer que a chacina de Aurora , quando 12 pessoas foram mortas a tiros durante uma sessão de "O Cavaleiro das Trevas Ressurge", foram "encenados" pelo presidente Barack Obama.

Na opinião de Mustaine, Obama pretende aprovar uma lei banindo as armas nos Estados Unidos, e por isso estaria encenando massacres como o de Aurora. Não é a primeira vez que o líder do Megadeth critica o presidente. Em fevereiro deste ano, ele deu seu apoio a Rick Santorum, pré-candidato do Partido Republicano à Casa Branca ( Santorum perdeu a indicação para Mitt Romney ).

Depois de tocar em São Paulo, o Megadeth continua em turnê pela América do Sul. Os próximos shows serão no Chile (Santiago, 7 e 8/9), Uruguai (Montevidéu, 11/9), Argentina (Buenos Aires, 13 e 14/9, e Córdoba, 16/9). Depois, segue para o México, onde faz três shows (Cidade do México, 19 e 20/9, e Guadalajara, 21/9).

A julgar pela reação de Mustaine ao primeiro show, a turnê será um sucesso. No Facebook, ele disse que o público da Colômbia foi o melhor para que o Megadeth já tocou - superando inclusive os seus "amados argentinos". "Foi uma coisa incrível que já vi em todos estes anos."

Mustaine referia-se a uma homenagem feita pelo público colombiano. Durante a música "Countdown to Extinction", pessoas da plateia levantaram papeis com a imagem do homem da capa do disco. "Não sei o que o restante dessa turnê pela América do Sul reserva para nós, mas se esse show foi uma indicação, o Natal chegou mais cedo para este garoto em 2012!", afirmou.

Megadeth em São Paulo
Via Funchal
Rua Funchal, 65, Vila Olímpia
Quarta-feira (5/9), às 22h
Ingressos: R$ 340 (pista premium), R$ 180 (pista), R$ 240 (mezanino) e R$ 300 (camarote)
Banda de abertura: Mindflow
Classificação etária: 12 anos

    Leia tudo sobre: MegadethDave Mustainemúsicashows

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG