Rainha das rainhas, Madonna completa 54 anos nesta quinta feira

Nascida em 16 de agosto de 1958, cantora assumiu o trono da música pop com uma obra marcada por polêmicas

EFE |

EFE

Após reinar 30 anos no panorama musical e outros tantos no mundo do cinema, o êxito é uma das palavras que poderia definir muito bem a carreira de Madonna, cantora que nesta quinta-feira completa mais um ano de vida e que, a julgar pelos seus relacionamentos, só não teve sorte no amor.

Nascida em Bay City, no estado de Michigan (EUA), em 1958, Madonna deixou de ser a menina da casa logo após perder sua mãe, que morreu vítima de um câncer de mama. Já seu pai voltou a se casar e teve mais dois filhos, Jennifer e Mario, o que gerou certa rebeldia na jovem, característica que ela não perderia nem com o passar dos anos.

Leia também: A evolução fashion de Madonna

Sua iniciação artística começou através de aulas de piano que seu pai lhe obrigava a receber, as quais ela conseguiu trocar pelas de dança usando suas boas notas na escola como moeda de troca. Aliás, desde pequena a cantora já apresentava seus dotes para os negócios.

Quem aguçou o instinto artístico de Madonna foi o coreógrafo Christopher Flynn, que sempre fez questão de deixar claro todos os sacrifícios exigidos pela profissão. No entanto, ao invés de assustá-la, esse fato fez que a jovem partisse de vez em busca de seu sonho: ser uma estrela.

Leia também:  Em show na Rússia, Madonna protesta contra lei antigays

Desta forma, Madonna se mudou para Nova York com uma bolsa para estudar dança e, pouco depois, já estava no grupo de Patrick Hernández em Paris. Mas foi o relacionamento com Dan Gilroy que fez a jovem começar a tocar a bateria no grupo "The Breakfast Club".

No início da década de 80, Madonna conheceu Steve Bray e acabou se unindo a sua banda, "The Millionares", um fato que transformou a cantora em uma conhecida figura das noites nova-iorquinas, onde sempre chamou muita atenção com seus atrevidos "looks".

Leia também:  Madonna é vaiada e xingada em show em Paris

Em 1983, a jovem se firmou como cantora e lançou seu primeiro disco solo, "Madonna", o início de uma carreira musical que se sustentou com êxito atrás de êxito e, principalmente, polêmica atrás de polêmica.

Um ano mais tarde, Madonna estreou no cinema com "Procura-se Susan Desesperadamente" e suas aparições passaram a ser regulares, com mais sorte em algumas, como "Evita" (1996), e menos em outras, como "Destino Insólito" (2002) - filme dirigido pelo seu então marido Guy Ritchie.

Sua faceta cinematográfica se tornou ainda mais audaciosa em 2008, quando fez sua estreia como diretora no filme "Filth and Wisdom". Em 2011, a já consolidada rainha do pop voltou assumir as rédeas para dirigir o filme "W.E.".

Suas relações amorosas foram várias, mas a lista oficial é composta somente por alguns nomes. Madonna se casou com Sean Penn em 1985, um relacionamento que durou quatro anos. Posteriormente, a cantora teve um breve romance com Warren Beatty, seu companheiro de elenco no filme "Dick Tracy".

Em 1996, Madonna deu à luz a sua primeira filha, Lourdes María, fruto de sua relação com seu personal trainer, o cubano Carlos Léon. Até essa data, a cantora já havia namorado vários homens conhecidos, como o cantor Lenny Kravitz, o rapper Vanilla Ice e o astro da NBA Dennis Rodman.

Leia também: Madonna, uma história de vida feita de polêmicas

Pouco depois do nascimento de sua filha, Madonna começou a se relacionar com o diretor Guy Ritchie, o homem que mais durou a seu lado no trono, e com quem teve um filho em 2001 (Rocco). Em 2008, ainda ao lado do cineasta, a cantora adotou David Banda Mwale, de Malauí, após uma custódia temporária de dois anos.

Um ano mais tarde, já separada de Ritchie, e após uma luta nos tribunais, a cantora adotou outra menina malauí, Chifundo James "Mercy". Após seu divórcio, a rainha do pop manteve uma relação com o modelo brasileiro Jesus Luz, de apenas 22 anos.

Com fama de extravagante, Madonna gravou um dos vídeos mais caros da história da música, "Express Yourself", a mesma música que, segundo a própria cantora, Lady Gaga plagiou com "Born this Way" .

Dona de uma personalidade provocadora, Madonna sempre teve sua imagem ligada a uma série de polêmicas, como que teve com a igreja italiana pelo clipe de "Like a Prayer" ainda no início de sua carreira. A polêmica, inclusive, esteve presente na carreira de Madonna mesmo depois da Cabala, uma corrente mística judaica, que influenciou diretamente na criação do disco "Ray of Light".

Leia também: Madonna marca apresentação extra em São Paulo

Ao longo dos anos, suas frequentes mudanças de "look" e as inúmeras cenas de conotação sexual de seus clipes, como as de "Justify My Love", geraram muitas críticas e, até mesmo, censura em alguns casos.

A atriz, cantora, diretora e empresária completa hoje 54 anos imersa na turnê mundial de seu último disco, "MDNA" , o décimo segundo de estúdio de sua carreira, que já se transformou em mais um êxito da "ambição loira".

    Leia tudo sobre: EFESTILO MADONNA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG