Vocalista de banda de metal é solto após cinco semanas

Randy Blythe, da Lamb of God, foi detido na República Checa após ser acusado de matar fã

iG São Paulo |

O vocalista da banda Lamb of God, Randy Blythe, foi liberado nesta sexta (3) da prisão em Praga, na República Checa, onde esteve detido desde 27 de junho. O músico foi preso no aeroporto do país, acusado de ter causado a morte de um fã durante um show em 2010, quando teria empurrado o rapaz do palco.

Siga o iG Cultura no Twitter

De acordo com a reportagem local, Blythe embarcou para os Estados Unidos após pagar uma fiança de US$ 400 mil (R$ 818 mil). Ele terá que voltar ao país para enfrentar a acusação de homicídio em uma data posterior.

Depois de 38 dias encarcerado, Blythe foi descrito como muito "magro e abatido", além de trajar as mesmas roupas que usava no dia da prisão.

O advogado do cantor, Martin Radvan, disse que Blythe está totalmente comprometido a retornar para enfrentar as acusações das quais "ele não é culpado". "Se ele quiser continuar com a banda, precisará voltar. E ele quer voltar porque acredita que não tem culpa."

Em 18 de julho o vocalista falou sobre o incidente, afirmando não se recordar de quase nada da fatídica noite. "Me recordo de poucos detalhes sobre o show em Praga porque fizemos muitas apresentações naquela época. Me lembro que o palco era bem pequeno e nosso equipamento mal cabia ali".

Leia também: Vocalista do Lamb of God é acusado de matar fã

Sobre a acusação em si, Blythe disse que jamais atacaria alguém. "A única maneira de eu ter entrado em contato com algum fã era estar me protegendo das pessoas que estariam pulando no palco."

Se culpado, Blythe pode pegar uma pena de dez anos de reclusão. Por causa da prisão, o Lamb of God teve que cancelar as demais apresentações de sua turnê.

    Leia tudo sobre: Randy BlytheLamb of Godmetalmúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG