Venda de CDs cai nos EUA, mas downloads pagos de música sobem

No geral, indústria fonográfica norte-americana teve alta de 6% no primeiro semestre de 2012

Reuters |

Reuters

Divulgação
Adele: campeã de vendas do primeiro semestre

As vendas de CDs nos Estados Unidos caíram no primeiro semestre após terem crescido no ano passado, enquanto os downloads pagos de músicas subiram, divulgou na quinta-feira a Nielsen SoundScan.

Siga o iG Cultura no Twitter

Nos Estados Unidos se venderam 150,5 milhões de CDs no primeiro semestre, 3% a menos que no mesmo período de 2011. Já as vendas de músicas pela Internet tiveram alta de 6% e somaram 698 milhões.

Os números gerais da indústria fonográfica, considerando downloads de música e CDs físicos e digitais, mostram uma alta de 4% no primeiro semestre, para 853,2 milhões de unidades.

"Embora as vendas do varejo continuem enfrentando dificuldades diante das tendências do mercado, as vendas digitais devem ter mais um ano recorde", previu o vice-presidente-sênior de desenvolvimento da Nielsen, David Bakula.

Leia também:  Álbums superam faixas e se reafirmam como carro-chefe da indústria

"A força de outros formatos digitais cobrados, incluindo streaming, é igualmente estimulante", acresentou.

O CD "21", da cantora britânica Adele, continua o mais bem-vendido no ano, em um total de 3,69 milhões de cópias. "Somebody That I Used to Know", do australiano Gotye com a neozelandesa Kimbra, foi a música com mais downloads pagos: 5,5 milhões.

    Leia tudo sobre: indústria fonográficamúsicaadele

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG