Centenário de Luiz Gonzaga será festejado com disco de duetos

Gravadora também pretende relançar discografia completa do músico, morto em 1989

Augusto Gomes , iG São Paulo | - Atualizada às

Divulgação
Capa do disco "Ao Vivo - Volta Pra Curtir", de 1972

O centenário do nascimento de Luiz Gonzaga, a ser completado no dia 13 de dezembro, será comemorado com um disco de duetos. A ideia da gravadora Sony é usar as canções originais, com a voz de Gonzagão, e misturá-las com novas gravações. 

Por enquanto, a lista de artistas que dividirão os vocais com Gonzaga ainda não está definida. Mas já é certeza que alguns duetos gravados anteriormente entrarão no álbum. Por exemplo, "Asa Branca" com Fagner, "Luar do Sertão" com Milton Nascimento e "Forró Nº 1" com Gal Costa.

Leia também: Os cem anos de Luiz Gonzaga, um ícone que saiu do Nordeste para ganhar o Brasil

O projeto pode vir acompanhado de um DVD. "Estamos com alguns vídeos na mão. Mas as imagens estão bem toscas, precisamos recuperá-las. Se der certo, podemos fazer um DVD", afirma Bruno Batista, diretor artístico da Sony.

O lançamento do álbum de duetos deve acontecer em novembro. Antes, em setembro ou outubro, a discografia de Luiz Gonzaga voltará às lojas. O músico passou quase toda a sua carreira na RCA, cujo catálogo hoje está em poder da Sony. "Ele gravou só cinco ou seis discos na EMI. Mas estamos conversando com eles para relançar esses álbuns também", diz Batista.

"A ideia é colocar de volta em catálogo 28 álbuns e lançar outros 15 que ainda estavam inéditos em CD", afirma. E há ainda as músicas originalmente lançadas em compactos de 78 rotações. "É material suficiente para mais 15 CDs", explica. "Pensamos até em reunir esses quase 60 discos numa caixa, mas sairia muito caro. Então eles serão vendidos separadamente", diz.

Leia também: Familiares, amigos e parceiros musicais relembram Luiz Gonzaga

Entre os relançamentos, está o histórico "Volta pra Curtir" - de acordo com a Sony, o disco mais vendido da carreira de Gonzagão. Gravado ao vivo em 1972, numa apresentação no teatro Tereza Rachel, no Rio de Janeiro, o álbum apresentou a obra de Luiz Gonzaga aos fãs de Caetano Veloso e Gilberto Gil, que haviam acabado de voltar do exílio em Londres.

Divulgação
Capa do disco tributo "100 Anos de Gonzagão"

Tributo

A primeira da série de homenagens a Gonzagão, no entanto, sairá pela independente Lua Music. No final deste mês, o selo lança o CD triplo "100 Anos de Gonzagão", com 50 regravações de canções do músico.

O time de intérpretes é variado: veteranos (Elba Ramalho) e revelações (Filipe Catto), forró (Dominguinhos) e rock (Vanguart), populares (Gaby Amarantos) e alternativos (Cida Moreira).

"Quis fazer um encontro de gerações e estilos", explica o produtor do disco, Thiago Marques Luiz. Ele tem experiência na área - tem no currículo tributos a Adoniran Barbosa, Nelson Cavaquinho e Cartola, entre outros. "Foi um projeto trabalhoso. Começou com a ideia de gravar umas 20 músicas. Mas a obra do Luiz Gonzaga é tão ampla e rica que a coisa foi crescendo."

Análise: Ter olhos ou ser livre, eis a questão de Gonzagão

O primeiro disco, intitulado "sertão", traz canções que tratam da seca, como "Pau de Arara" (com Chico César), "Assum Preto" (Vanguart) e "A Volta da Asa Branca" (Fafá de Belém). O segundo, "xamêgo", traz as músicas mais românticas e maliciosas de Gonzaga. Por exemplo, "Qui Nem Jiló" (Ângela Rô Rô), "Xanduzinha" (Karina Buhr) e "O Xote das Meninas" (Elke Maravilha e Trio Dona Zefa).

Já o terceiro e último CD, "Baião", traz as canções "que não se encaixaram nos dois primeiros" - palavras do próprio Thiago. O time de intérpretes inclui Zeca Baleiro ("Respeita Januário"), Márcia Castro ("Paraíba"), China ("Siri Jogando Bola") e Dominguinhos ("Daquele Jeito"), entre outros. "Reunir tanta gente diferente prova o quanto a obra de Luiz Gonzaga é plural", afirma o produtor.

Daniela Mercury também preparou uma homenagem ao cantor. "Para celebrar meu amor por Luiz Gonzaga e pelo São João, eu fiz 'Santana dos Olhos d'Agua'", diz a cantora. Clique aqui para assistir ao clipe da música .

Augusto Gomes
Alceu Valença

Nos palcos

A obra de Gonzaga também é relembrada nos palcos. Alceu Valença está na estrada com o show "Lua e Eu", em que mistura músicas suas e de Gonzaga, escancarando as relações entre as duas obras. "Asa Branca", por exemplo, é cantada junto com "Anunciação", enquanto "Vem Morena" faz par com "Tropicana".

Maria Alcina também está interpretando canções de Gonzaga no show "100 Anos do Rei do Baião". O espetáculo já rodou o interior de São Paulo e, em 30 de junho, chega à capital paulista.

Já neste final de semana (dias 22, 23 e 24 de junho), quem se apresenta em São Paulo é Vanessa da Mata, com três performances totalmente dedicadas ao repertório de Gonzaga. As apresentações serão no Sesc Pinheiros. No dia 30 de junho, o trio Balaio de Aço tocará músicas de Gonzaga no formato guitarra, baixo e bateria. O show acontece no espaço Som que Somos, na Vila Madalena.

Ouça várias versões de "Asa Branca"

Em julho, artistas que participaram do disco tributo "100 Anos de Gonzagão" se reúnem no Sesc Belenzinho, em São Paulo. No dia 6, sobem ao palco Ednardo, Filipe Catto, Ylana Queiroga, Verônica Ferriani e Virgínia Rosa. No dia 7, é a vez de Chico César, Amelinha, Anastácia, Edy Star e Márcia Castro. A venda de ingressos começa nesta sexta-feira (22), em todas as unidades do Sesc.

Nos dias 10 e 11 de julho, será a vez de outro time de músicos se reunir para celebrar a obra de Gonzaga. Os espetáculos acontecerão no Sesc Vila Mariana e terão a participação de Fagner, Otto, Siba, Spock, Rhaissa Bittar, Felipe Cordeiro e os repentistas João Paraibana e Sebastião Dias. As entradas estarão disponíveis a partir do dia 29, também em todas as unidades do Sesc.


Homenagens a Luiz Gonzaga

Vanessa da Mata
Sesc Pinheiros (Rua Paes Leme, 195, São Paulo)
Dias 24, 25 e 26 de junho
Ingressos: R$ 8 a R$ 32 (esgotado)

Maria Alcina
Sesi Vila das Mercês (Rua Julio Felipe Guedes, 138, São Paulo)
Dia 30 de junho
Entrada gratuita

Trio Balaio de Aço
Espaço Som que Somos (Rua Sapetiba, 660, São Paulo
Dia 30 de junho
Ingressos: R$ 10 (nome na lista) e R$ 15 (porta) 

Viva Gonzagão!
Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1100, São Paulo)
Dias 6 e 7 de julho
Ingressos: R$ 8 a R$ 32

Ao Rei do Baião
Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141, São Paulo)
Dias 10 e 11 de julho
Ingressos: R$ 8 a R$ 32

Alceu Valença
Sesc Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136, Santos)
Dia 17 de julho
Ingressos: R$ 7,50 a R$ 30

Sesc Santo André (Rua Tamarutaca, 302, Santo André)
Dia 20 de julho
Ingressos: R$ 8 a R$ 32

Sesc Campinas (Rua Dom José I, 270/333, Campinas)
Dia 21 de julho
Ingressos: R$ 5 a R$ 20 

    Leia tudo sobre: Luiz Gonzagamúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG