"Adoro tocar para pessoas bêbadas", diz líder do grupo Band of Horses

Banda americana toca no Rio neste sábado e faz show “open bar” em São Paulo na segunda

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Claudio Augusto/iG
Band of Horses: de volta ao Brasil
"Eu adoro tocar para pessoas bêbadas". A frase, dita pelo vocalista do Band of Horses, Ben Bridwell, veio logo após ele ser informado que os ingressos para o show do grupo em São Paulo dão direito a bebidas grátis durante toda a noite.

"É mesmo? Que notícia fantástica", disse, em entrevista ao iG por telefone. "Se dependesse só de mim, eu desceria do palco para beber com o público. Mas acho que não poderei fazer isso", completou, aos risos.

A apresentação open bar acontece nesta segunda-feira (21), no Beco 203, em São Paulo. Antes, neste sábado (19), o Band of Horses toca no Vivo Rio, no Rio de Janeiro, dentro do WTC Music Festival. Desta vez, sem bebida de graça.

Será a segunda passagem do grupo pelo Brasil em pouco mais de um mês. No início de abril, a banda foi uma das atrações do festival Lollapalooza, em São Paulo. Tocou ao lado de nomes como Foo Fighters, Arctic Monkeys e TV on the Radio. "Assim que tocamos no Lollapalooza, nosso empresário perguntou se não gostaríamos de fazer uma turnê logo em seguida", explica Bridwell. "Como o show no festival tinha sido muito bom, concordamos na hora. Foi bem rápido."

No Lollapalooza, o Band of Horses tocou no meio da tarde, por apenas uma hora e diante de milhares de fãs do Foo Fighters que nunca tinham ouvido falar no grupo. Mesmo assim, causou ótima impressão na plateia. Agora, Bridwell promete um show nada parecido com o do festival. "Podem ter certeza que os shows serão bem diferentes", garante. "Como seremos a principal atração da noite, poderemos fazer o que quisermos."

Claudio Augusto/iG
Ben Bridwell, vocalista do Band of Horses
Segundo ele, desta vez a banda poderá apresentar faixas mais obscuras de seus três álbuns. Também não precisará se preocupar em tocar apenas as canções mais agitadas de seu repertório, mostrando seu lado mais introspectivo.

Outra possibilidade é tocar músicas inéditas. "Terminamos de gravar nosso novo disco na semana passada. Ele deve ser lançado no segundo semestre", revela. "Quem sabe não tocamos algumas dessas novas canções pela primeira vez no Brasil?"

O álbum, ainda sem nome, será o quarto do Band of Horses. A banda lançou seu primeiro trabalho, "Everything All the Time", em 2006. De cara, já chamou a atenção da crítica com seu rock cheio de influências de country e folk.

A consagração veio com o terceiro disco, "Infinite Arms", lançado em 2010, que foi indicado ao Grammy de melhor álbum alternativo no ano seguinte e chegou ao top 10 da parada americana.

Uma das inéditas já foi tocada no Lollapalooza. Mas não no show "oficial" do grupo, e sim na performance surpresa que eles fizeram num palco secundário. "Pode virar uma tradição nossa, sempre estrear músicas novas no Brasil", afirma. Tudo depende de tempo. "Se conseguirmos fazer uma boa passagem de som, podemos tocar algumas inéditas", explica. "Já faz algum tempo que gravamos essas músicas, então precisamos ensaiar. Vamos ver."

Band of Horses no Rio de Janeiro
Data: 19/05 (sábado), às 21h30
Vivo Rio (Avenida Infante Dom Henrique, 85, Centro)
Ingressos: R$ 140 (pista) e R$ 200 (camarote)

Band of Horses em São Paulo
Data: 21/05 (segunda-feira), às 22h30
Beco 203 (Rua Augusta, 609, Consolação)
Ingressos: R$ 120

    Leia tudo sobre: Band of Horsesmúsicashows

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG