McCoy Tyner e Lou Donaldson levam jazz clássico à Virada Cultural

Veteranos abriram a programação da Praça da República, no centro de São Paulo

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Crédito: Augusto Gomes/iG
McCoy Tyner (ao fundo) na Virada Cultural
A programação da Virada Cultural na Praça da República começou em ritmo de jazz. Primeiro, com o quarteto liderado pelo pianista McCoy Tyner. Depois, outro quarteto, comandado pelo saxofonista Lou Donaldson.

Ambos são veteranos - Tyner tem 73 anos e Donaldson, 85. Ambos, também, têm uma longa folha de serviços prestados ao jazz. Especialmente Tyner, que tocou piano em um dos melhores discos da história - “A Love Supreme”, de John Coltrane.

Leia também: Arnaldo Baptista abre programação do Theatro Municipal

Tyner fez um show digno de alguém com seu currículo. Foram apenas cinco músicas, uma delas no bis, em pouco mais de uma hora de show. Mas o suficiente para dar uma verdadeira aula de jazz, uma performance para não sair da memória de quem estava lá.

Crédito: Augusto Gomes/iG
O saxofonista Lou Donaldson
Sua música pode ser definida como elegante. Seja nas canções mais suaves, seja nas mais agitadas, Tyner nunca perde a classe. E está acompanhado por três ótimos músicos – especialmente o baixista Gerald Cannon, responsável por um show à parte.

Stand-up: Tom Cavalcante se apresenta na Sé

Donaldson tocou logo após Tyner. Apesar de ter feito uma apresentação competente, não alcançou a genialidade do show anterior. Mesmo assim, arrancou aplausos do público, especialmente com sua versão de “Over the Rainbow”, música tema do filme “O Mágico de Oz”.

Com essas duas primeiras atrações, o palco montado na Praça da República conseguiu reunir um bom público, mas ficou longe de ficar lotado. O som estava nítido e bem equalizado, mas o volume baixo dificultava a audição de quem estava mais longe do palco.

    Leia tudo sobre: McCoy TynerLou DonaldsonjazzVirada Cultural

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG