Florence + the Machine leva teatralidade a festival em São Paulo

Mesmo sendo uma estranha no ninho do Summer Soul, cantora inglesa fez apresentação poderosa

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Manuela Scarpa/Photo Rio News
A cantora inglesa Florence Welch durante apresentação no Summer Soul Festival
A cantora inglesa Florence Welch foi a estranha no ninho do Summer Soul Festival. Afinal, sua música teatral e etérea está bem longe do soul que dá nome ao evento. Essa distância dos demais artistas (e, consequentemente, do público) do festival tinha tudo para transformar seu show num fracasso.

Mas sua performance foi tão poderosa que o mais correto é dizer que o resto do Summer Soul é que ficou deslocado diante dela.

Florence já mostrou sua diferença antes mesmo de começar a cantar. Surgiu no palco usando um longo vestido laranja, que deu um ar ainda mais fantasmagórico a sua pálida figura. Os tecidos esvoaçantes não estavam ali por acaso - eles foram fundamentais para dar o efeito desejado aos movimentos dos braços, jogadas de cabelo e rodopios da cantora. Tudo muito exagerado e teatral - exatamente como a música da cantora.

Leia também: Dionne Bromfield, de apenas 15 anos, abre festival Summer Soul

Ela abriu o show com "Only If For a Night" e já impressionou com o poder de sua voz. Na segunda música, "What the Water Gave Me", colocou o público para pular. A terceira, "Heartbeat", foi puro drama. Um pouco depois, ela mostrou que até tem um lado soul, mesmo que bem escondido: cantou "Something's Got a Hold On Me" em homenagem a Etta James ("ela é, basicamente, a razão de eu estar aqui cantando", disse), morta na semana passada.

Seu maior sucesso, "Dog Days Are Over", foi guardada para a metade final da apresentação. A letra inteira foi cantada pelo público, que gritou ainda mais quando a cantora pegou uma bandeira do Brasil bem no meio da música e dançou com ela. Foi um pouco demagógico, mas funcionou.

Para fechar a performance, Florence escolheu duas canções mais dançantes, "Spectrum" e "No Light, No Light". Nessa hora, disse que o show estava perto do final e perguntou se o público queria ver Bruno Mars, principal atração do Summer Soul. A julgar pelos sinais de não vindos da pista, muita gente tinha vindo à Arena Anhembi só por causa dela.

Veja abaixo o repertório do show de Florence + the Machine no Summer Soul Festival:

"Only If for a Night"
"What the Water Gave Me"
"Cosmic Love"
"You've Got The Love"
"Something's Got A Hold On Me"
"Never Let Me Go"
"Between Two Lungs"
"Shake It Out"
"Dog Days Are Over"
"Rabbit Heart (Raise It Up)"
"Spectrum"
"No Light, No Light"

    Leia tudo sobre: Florence + the MachineSummer Soul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG