Ícone do Blues, Etta James morre aos 73 anos nos EUA

A cantora, ganhadora de vários prêmios Grammy, sofria de leucemia desde 2010

EFE |

A cantora americana de blues e jazz Etta James, conhecida por sucessos como "At Last", morreu nesta sexta-feira aos 73 anos por conta de complicações da leucemia que sofria, informou seu representante, Lupe de León.

AP
A cantora foi diagnosticada com leucemia em 2010


Etta morreu no hospital Riverside Community Hospital, em Los Angeles, em companhia do marido e filhos, disse o representante, segundo o jornal "The Washington Post".

Segundo a "NBC", tinha sido hospitalizada no começo deste mês, mas retornou para casa com sua família no dia 6 de janeiro. A cantora, ganhadora de vários prêmios Grammy, nasceu no dia 25 de janeiro de 1938 em Los Angeles, de mãe adolescente e pai desconhecido. Começou na música em idade adiantada, destacou como cantor de gospel e fez parte do grupo "The Peaches".

James ganhou fama no mundo da música durante as décadas de 50 e 60, quando popularizou "At Last" (1961), interpretada posteriormente por artistas como Beyoncé e Christina Aguilera e habitual trilha sonora nos EUA de casamentos e outras festas. "At Last" foi uma das canções escolhidas por Barack e Michelle Obama na festa de início do mandato presidencial em janeiro de 2009. A canção também foi usada em filmes como "Wall-E" (2008) e "Pleasantville - A Vida em Preto e Branco" (1998). EFE elv/ma

    Leia tudo sobre: EUA OBITUÁRIO (Ampliação)

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG