Museu cubano expõe novos objetos pessoais de Che Guevara

Exposição em Santa Clara agora conta com 193 objetos do revolucionário, sendo 90 fotos

EFE |

AFP
Che Guevara e Fidel Castro
Esporas e um microscópio que pertenceram ao guerrilheiro Ernesto Che Guevara figuram entre os novos objetos doados ao museu do memorial que guarda seus restos na cidade cubana de Santa Clara, informou nesta segunda-feira o jornal Granma.

Segundo explicou a especialista do museu, Ismary Fernández, as esporas foram utilizadas por Che na batalha de Santa Clara, episódio que comandou em dezembro de 1958 como integrante da guerrilha rebelde da Serra Maestra, poucos dias antes da revolução cubana chegar ao poder, enquanto o microscópio pertence à época na qual Che Guevara estudava a carreira de Medicina na Argentina.

Entre estas novas peças somadas à coleção da instituição se encontra também a pistola pessoal do combatente René Martínez Tamayo (Arturo), um dos companheiros de Che Guevara na guerrilha da Bolívia, e uma semente de pêssego na qual foi talhado seu rosto por camponeses da localidade boliviana de La Higuera.

Com as doações realizadas pelo Museu da Revolução de Havana, o Escritório de Assuntos Históricos do Conselho de Estado da ilha e pela esposa de Martínez Tamayo, são 193 os objetos e documentos que compõem a mostra atual do museu Che Guevara, incluindo 90 fotografias expostas em murais e painéis.

O complexo construído em Santa Clara em memória do guerrilheiro foi inaugurado há mais de 20 anos e em 1997 recebeu da Bolívia os restos repatriados de Che Guevara, assassinado no país sul-americano em 1967.

    Leia tudo sobre: che guevaracuba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG