Exposições abrem nesta quinta e ficam em cartaz até 29 de maio

O artista plástico Carybé
AE
O artista plástico Carybé
Para homenagear o centenário de nascimento do mais baiano dos artistas, o Museu Afro Brasil, em São Paulo, inaugura hoje duas exposições: "Grande Mural dos Orixás - Carybé" e "Deuses D'África - Visualidades Brasileiras". Carybé, como era conhecido o pintor, desenhista, escultor, ceramista e muralista Hector Julio Páride Bernabó, nasceu em Lanús, na Argentina, em 7 de fevereiro de 2011, mas, após passagens por outras cidades brasileiras e da América do Sul, se fixou em Salvador em 1950 e se naturalizou brasileiro sete anos mais tarde.

Foi na capital baiana que o artista se encantou pela cultura e religiosidade do povo da Bahia, inspirações para suas principais obras. Carybé morreu em Salvador, em 2 de outubro de 1997. A abertura das mostras, cuja curadoria foi feita pelo artista plástico Emanoel Araujo, diretor-curador do museu, será realizada às 19h30 e elas ficarão em cartaz até 29 de maio.

Além de pinturas, relevos, esculturas e esboços que marcaram a trajetória do artista, a exposição "Grande Mural dos Orixás - Carybé" traz 19 painéis que representam os deuses africanos no Candomblé da Bahia. Esses deuses estão entalhados em pranchas de cedro com três metros de altura, que levam ainda incrustações de ouro, prata, búzios da costa, cobre, latão, vidros e ferro, conforme a simbologia de cada um deles no culto. As obras pertencem à coleção do Banco do Brasil BBM S/A, em comodato no Museu Afro Brasileiro da Universidade Federal da Bahia.

Já a mostra "Deuses d'África - Visualidades Brasileiras" reúne trabalhos de artistas brasileiros que têm como tema a representação das divindades da religiosidade africana, como Mario Cravo Junior, Osmundo Teixeira, Zélia Pólvoa e Reginaldo Xavier. Para representar a arte dos terreiros, esculturas, objetos e bonecas sagradas também foram trazidas do interior do centenário Ilê Opó Afonjá, tombado Patrimônio Histórico e o mais antigo terreiro de Candomblé, fundado em 1910.

Museu Afro Brasil - Avenida Pedro Alvares Cabral, s/n - Parque Ibirapuera - Portão 10. Tel.: (11) 3320-8900. De terça-feira a domingo, das 10 horas às 17 horas. Entrada Gratuita.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.