Morre o fotógrafo alemão Gunter Sachs

Bon vivant, ex-marido de Brigitte Bardot comete suicídio na Suíça aos 78 anos

iG São Paulo com agências |

AFP
Casados, Brigitte Bardot e Gunter Sachs desembarcam no Taiti em julho de 1966
O empresário, fotógrafo e playboy alemão Gunter Sachs, ex-marido de Brigitte Bardot, foi encontrado morto neste domingo, aos 78 anos, em seu chalé na localidade suíça de Gstaad. Segundo sua família, ele atirou em si mesmo no sábado, após escrever uma carta em que dizia sofrer de uma doença "incurável".

Na nota de suicídio deixada pelo bilionário, divulgada a pedido da família, Sachs dizia ter descoberto, depois de ler publicações especializadas, que sofria de uma doença incurável, que chamou de "A", que ameaçava "a perda do controle mental sobre a minha vida seria um estado indigno".

Os sintomas descritos na carta são semelhantes aos apresentados por pessoas que sofrem do Mal de Alzheimer, doença degenerativa que afeta mais de vinte milhões de pessoas ao redor do mundo.

O mais jovem herdeiro do industrial alemão Willy Sachs nasceu em 14 de novembro de 1932 no palácio de Mainberg, junto à localidade de Schweinfurt, no centro da Alemanha. Desde jovem teve fama de bon vivant e ficou famoso como fotógrafo, autor de documentários e colecionador de arte.

Membro da alta sociedade alemã, Sachs foi considerado um playboy com classe, o que contribuiu para seu casamento de três anos com a estrela do cinema francesa Brigitte Bardot na década de 1960. Os dois se casaram em em Las Vegas, nos Estados Unidos, em 1966, algumas semanas depois de terem se conhecido. "Não é todo dia que um homem derrama uma tonelada de rosas em seu jardim", escreveu a atriz, anos depois. O casal se separou em 1969.

No início dos anos 60, o playboy aparecia frequentemente nos tabloides europeus por causa de seu romance com a rainha iraniana Soraya Esfandiary, então esposa do xá Reza Pahlevi. Desde 1969 Sachs estava casado com a antiga modelo sueca Mirja Larsson, com quem vivia na luxuosa estação de esqui suíça de Gstaad.

Através de sua fundação, Bardot disse que está "muito abalada" com a morte de Sachs, com quem ainda mantinha "laços muito fortes".

* com EFE, AFP e BBC Brasil

    Leia tudo sobre: gunther sachsbrigitte bardot

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG