"Maria do Caritó" lidera indicações a prêmio de teatro

Espetáculo estrelado por Lília Cabral concorre em seis categorias

Agência Estado |

Divulgação
Lilia Cabral em "Maria do Caritó"
A comédia "Maria do Caritó" foi a recordista de indicações do Prêmio Shell de teatro, edição do Rio, com seis categorias: Lília Cabral (atriz), Newton Moreno (autor), João Fonseca (direção), Nello Marrese (cenário), J. C.Serroni (figurino) e Alexandre Elias (música).

Mariana Lima, por seu trabalho em "Pterodátilos" também concorre entre as atrizes, assim como Marco Nanini entre os atores. O musical "Hair" aparece na disputa com Marcelo Pies (figurino) e Paulo César Medeiros (iluminação). E a homenageada será a atriz Nathalia Timberg.

Confira a lista completa de indicados ao 23º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro:

Autor:
(2º semestre)
• Newton Moreno por “Maria do Caritó”
• Pedro Bricio por “Comédia russa”
(1º semestre)
• Denise Crispun e Melanie Dimantas por “A carpa”
• Jô Bilac por “Savana glacial”

Direção:
(2º semestre)
• Emílio de Mello por “Deus da carnificina”
• João Fonseca por “Maria do Caritó”
(1º semestre)
• Christiane Jatahy por “Corte seco”
• Gilberto Gawronski por “Dona Otília e outras histórias”
• Inez Viana por “As conchambranças de quaderna”

Ator:
(2º semestre)
• Marco Nanini por “Pterodátilos”
• Paulo Betti por “Deus da carnificina”
• Pierre Baitelli por “Hedwig e o centímetro enfurecido”
(1º semestre)
• Alexandre Schumacher por “Vicente Celestino – a voz orgulho do Brasil”
• Roberto Bomtempo por “Tomo suas mãos nas minhas”

Atriz:
(2º semestre)
• Lilia Cabral por “Maria do Caritó”
• Mariana Lima por “Pterodátilos”
• Sylvia Bandeira por “Marlene Dietrich – as pernas do século”
(1º semestre)
• Miriam Freeland por “Tomo suas mãos nas minhas”
• Totia Meireles por “Gypsy”

Cenário:
(2º semestre)
• Nello Marrese por “Maria do Caritó”
• Daniela Thomas por “Pterodátilos”
(1º semestre)
• Fernando Mello da Costa e Rostand Albuquerque por “Tomo suas mãos nas minhas”
• Helio Eichbauer por “Caderno de memórias”

Figurino:
(2º semestre)
• J.C. Serroni por “Maria do Caritó”
• Marcelo Pies por “Hair”
(1º semestre)
• Claudio Tovar por “A gaiola das loucas”
• Marcelo Pies por “Gypsy”

Iluminação:
(2º semestre)
• Maneco Quinderé por “Antes da coisa toda começar”
• Paulo César Medeiros por “Hair”
(1º semestre)
• Maneco Quinderé por “Tomo suas mãos nas minhas”
• Tomás Ribas por “Rock Antygona”

Música:
(2º semestre)
• Alexandre Elias por “Maria do Caritó”
• Danilo Timm e Evandro Mesquita por “Hedwig e o centímetro enfurecido”
(1º semestre)
• Marcelo Alonso Neves por “As conchambranças de quaderna”
• Roberto Bürgel por “No piano da patroa”

Categoria especial:
(2º semestre)
• André Curti e Artur Ribeiro pela singular linguagem corporal aplicada no espetáculo “Fragmentos do Desejo”
• Miguel Vellinho pela maestria na linguagem de manipulação de bonecos e pela sensibilidade em harmonizar o universo de Andersen com a obra musical de Dorival Caymmi no espetáculo “Marina”
(1º semestre)
• Flavio Salles e Janice Botelho pela remontagem, adaptação e criação das coreografias de “Gypsy”
• Gaspar Filho pela preparação de esgrima no espetáculo “A marca do Zorro”

Homenagem:
• Nathalia Timberg pela magnitude de sua carreira teatral, pródiga em desempenhos construídos com densidade, elegância e competência.

    Leia tudo sobre: Prêmio ShellMaria do Caritó

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG