"Mágico de Oz" terá montagem brasileira de R$ 8 milhões

Musical que será dirigido pela dupla Möeller e Botelho é um dos 187 projetos culturais patrocinados pela Oi em 12 estados

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

“O padrão de produção será um divisor de águas no Brasil”, anunciou o empresário Luiz André Calainho na apresentação dos projetos selecionados no Rio de Janeiro pelo Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados , nesta terça-feira (29). Ele falava sobre a montagem de “O Mágico de Oz”, com estreia prevista para janeiro de 2012, na capital carioca. O musical é um dos 187 projetos beneficiados pelo programa em 12 estados que dispõem de leis de incentivo à cultura. Em 10 anos foram patrocinados 950 ações com investimentos totais de R$ 240 milhões.

Divulgação Oi/ Macos Pinto
A diretora Janaína Diniz e o ator Gregório Duviver participam do evento, na zona sul do Rio de Janeiro
Do total de projetos aprovados este ano, 95 são do Rio de Janeiro – o que representa mais de 50% do total. Foram contemplados projetos nas áreas de Cinema (20), Artes Visuais (16), Dança (5), Música (12), Teatro (29), Tecnologia e Novas Mídias (7), Espaços Culturais (2), Publicação e Documentação (4).

“O Rio de Janeiro tem, inegavelmente, uma produção cultural muito forte no País”, explicava Maria Arlete Gonçalves, diretora de cultura do Instituto Oi Futuro, responsável pela gestão do programa.

Entre as ações cariocas estão o Anima Mundi 2011 – 19º Festival Internacional de Animação do Brasil; o 16º É tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários; o Bourbon Street Fest 2011 (que será realizado no Rio, em São Paulo e Belo Horizonte) e a montagem de “Tim Maia: Vale Tudo”, inspirada na obra do jornalista Nelson Motta.

Produtores animados

O empresário Luiz André Calainho, que comprou há três meses os direitos de “O Mágico de Oz” informou que a montagem custará R$ 8 milhões e será dirigida pela dupla Charles Möeller e Cláudio Botelho. “Para ter uma ideia desta megaprodução, ‘ Hair ’, que está em cartaz, custou R$ 3,8 milhões. Em o “Mágico de Oz” vamos ter até bruxa voando no placo, a magnitude do musical será muito maior”, contou.

A presidente do Theatro Municipal do Rio e também diretora do 9º Festival de Cinema Infantil, Carla Camurati, comemorou mais um ano da ação. “Investimos no projeto ‘Tela na Sala de Aula’, que leva alunos da rede pública para o cinema. A edição deste anos será fantástica”, avaliou sobre a programação que estreia em agosto na rede Cinemark. “A exibição é itinerante. Onde não tem Cinemark fechamos parceria com outras salas de exibição”, explicou.

Vilma Lustosa, uma das organizadoras do Festival do Rio , explicou que este ano a atração terá de começar com atraso, por conta do Rock in Rio . “Mudamos a data para o período de 6 a 18 de outubro. As novidades desta edição ainda dependem do que virá de filmes e de convidados. Mas é certo que vamos investir em debates sobre direitos autorais e também sobre a técnica 3D. Queremos muita sinergia”, adiantou.

A lista de projetos aprovados foi divulgada no último dia 22. A confirmação do patrocínio está condicionada à apresentação dos certificados válidos nas leis estaduais e municipais de incentivo à cultura. Os recursos destinados poderão garantir o financiamento total ou parcial dos projetos.

Nesta terça-feira, produtores e artistas envolvidos estiveram no Instituto Oi Futuro, no Flamengo, zona Sul do Rio, para apresentar suas programações. O ator José Wilker e o cineasta, dramaturgo e ator Domingos Oliveira também compareceram ao encontro. Confira a lista de todos os projetos aprovados . A Oi é empresa controladora do iG .

    Leia tudo sobre: patrocínio oileis de incentivocinemateatro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG