Venda de livros eletrônicos nos EUA cresce 115,8% em janeiro

Já o comércio de obras em papel registrou queda no país

iG São Paulo com EFE |

A venda de livros em formato eletrônico subiu 115,8% em janeiro nos Estados Unidos em comparação com o mesmo mês do ano anterior, segundo dados publicados nesta sexta-feira no site da Associação de Editores Americanos.

Alinhados com o sucesso da venda de tablets e de outros dispositivos multimídia, a venda de livros eletrônicos, que movimentava US$ 32,4 milhões no primeiro mês do ano passado, pulou para US$ 69,9 milhões em janeiro de 2011.

Os downloads de audiobooks aumentaram 8,8% em relação a janeiro de 2010: passaram de US$ 6 milhões para US$ 6,5 milhões em 2011, enquanto as vendas de livros impressos caíram na maioria das categorias. Tais quedas contribuíram para que a comercialização de livros em geral registrasse uma baixa conjunta de 1,9%, com a venda de US$ 805,7 milhões em janeiro.

Por outro lado, a venda de livros religiosos impressos aumentou 5,6%, para alcançar US$ 52,6 milhões, assim como a de publicações especializadas e acadêmicas, que subiram 1,3% e arrecadaram US$ 51,8 milhões.

    Leia tudo sobre: livrostablet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG