Vargas Llosa pensou que notícia do Nobel fosse "piada", diz filho

O escritor peruano foi avisado pela Academia Sueca de que ganharia o prêmio oito minutos antes do anúncio oficial

EFE |

Mario Vargas Llosa pensou que se tratava de "uma piada" quando a Academia Sueca o informou, "oito minutos antes do anúncio" oficial, que havia ganho o Prêmio Nobel de Literatura 2010, disse hoje o filho do escritor peruano, Álvaro Vargas Llosa.

Em declarações ao canal argentino a cabo "C5N", Álvaro contou que o pai "duvidou até o último momento" e só acreditou na premiação quando o anúncio oficial foi feito. O filho do escritor lembrou que, "há muitos anos, alguém, aparentemente um jornalista, fingiu ser sueco para anunciar" que Vargas Llosa havia ganho o Nobel de Literatura.

"Nunca mais teremos que responder àquela maldita pergunta: por que o Nobel de Literatura nunca é entregue a Vargas Llosa?", comentou, depois de comemorar o fato de a Academia sueca voltar a premiar um escritor latino-americano "após tantos anos", em alusão ao mexicano Octavio Paz, Nobel de 1990.

O filho do escritor disse ainda que o prêmio, além de honrar a literatura latino-americana e hispânica, "simboliza um grande apoio" para as pessoas que, como seu pai, se preocupam com os países "nos quais não há democracia e liberdades as individuais estão ameaçadas".

    Leia tudo sobre: MARIO VARGAS LLOSANOBELliteratura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG