Morre o escritor e editor tcheco Josef Skvorecky

Radicado no Canadá, Skvorecky tinha 87 anos e ficou famoso por publicar obras de autores perseguidos pelo regime comunista

Reuters |

AFP
O editor tcheco Josef Skvorecky
O escritor e editor tcheco Josef Skvorecky, que publicou as obras do ex-presidente Vaclav Havel e de outros autores perseguidos pelo regime comunista, morreu aos 87 anos em Toronto, no Canadá, vítima de um câncer, segundo meios de comunicação tchecos e canadenses.

Skvorecky e sua mulher, a também escritora Zdena Salivarova, criaram em Toronto a editora Sixty-Eight Publishers depois de deixarem a Tchecoslováquia por causa da invasão soviética de 1968. A editora publicou um total de 227 títulos.

Siga o iG Cultura no Twitter

Vários luminares da geração anticomunista de artistas tchecos morreram no ano passado, entre eles Havel, em dezembro, e também os escritores Ivan Martin Jirous, Arnost Lustig e Jiri Grusa.

Os livros publicados por Skvorecky costumavam ser contrabandeados para a Tchecoslováquia, burlando a rigorosa censura vigente nas décadas de 1970 e 80.

"Foi legal que os livros fossem publicados em tcheco, lindamente feitos, e então contrabandeados para cá, para que milhares de pessoas os lessem", disse Ivan Klima, escritor que também foi vítima da censura.

"Eles (Skvorecky e a esposa) sacrificaram sua própria escrita para fazer isso. Skvorecky era um excelente autor", disse ele à Reuters.

Skvorecky recebeu vários prêmios literários e também a Ordem do Canadá e a Ordem do Leão Branco, maior condecoração tcheca, entregue a ele por Havel. O autor lecionou literatura na Universidade de Toronto até se aposentar, em 1990.

    Leia tudo sobre: Josef Skvoreckylivros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG