Morre na Itália aos 90 anos o escritor Andrea Zanzotto

Considerado um dos maiores poetas de seu país, ele publicou o primeiro livro em 1951

Reuters |

Morreu nesta terça-feira Andrea Zanzotto, considerado um dos maiores poetas italianos contemporâneos. A notícia foi confirmada pela editora Mondadori, que publicou a maior parte de sua obra.

Zanzotto havia completado 90 anos há poucos dias e recebido cumprimentos do público e de celebridades, entre elas o presidente Giorgio Napolitano, que o conhecia desde a Segunda Guerra Mundial. Ele morreu em decorrência de complicações respiratórias.

Siga o iG Cultura no Twitter

Nascido em 1920, depois de se inscrever no Guf (Grupo Universitário Fascista) ele militou na resistência em 1943, no partido Justiça e Liberdade.

Leia também: "Ribamar", de José Castello, ganha o Jabuti de melhor romance

Em 1950 obteve o primeiro prêmio por sua poesia, e no ano seguinte publicou seu primeiro livro. Em 1968 publicou o volume "La Beltà", considerado sua obra-prima. Seu último livro, "Conglomerati", é de 2009.

    Leia tudo sobre: poesialiteratura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG