Livro de Machado de Assis é um dos favoritos de Woody Allen

Segundo cineasta, "Memórias Póstumas de Brás Cubas" é "moderno e escrito com sagacidade"

iG São Paulo |

Getty Images
Woody Allen: novo fã de Machado de Assis
O diretor Woody Allen elegeu "Memórias Póstumas de Brás Cubas", de Machado de Assis, como um dos seus cinco livros favoritos em depoimento ao jornal britânico Guardian. "É um livro maravilhoso, bastante original", disse o cineasta, que a princípio não acreditou que o escritor brasileiro viveu no final do século 19. "Ele é tão moderno que você pensaria que foi escrito ontem", comentou.

Allen contou que recebeu o livro pelo correio de um fã brasileiro há pouco tempo e que só se animou a lê-lo devido ao pequeno número de página. "Ele me impactou como 'O Apanhador no Campo de Centeio'", disse. "É sobre um assunto que me interessa, escrito com muita sagacidade e nenhum sentimentalismo."

Além do livro de Machado de Assis, Allen listou entre seus preferidos o já citado "O Apanhador no Campo de Centeio", de JD Salinger, "Really the Blues", de Mezz Mezzrow e Bernard Wolfe, a coletânea de textos de comédia "The World of SJ Perelman", de SJ Perelman, e "Elia Kazan", biografia do cineasta escrita por Richard Schickel.

Woody Allen exibe seu último filme, "Meia-Noite em Paris", na abertura do Festival de Cannes , na próxima quarta-feira. Na sequência, o diretor deve começar a trabalhar num longa-metragem, no qual já foram escalados Penélope Cruz, Alec Baldwin, Jesse Eisenberg e Ellen Page.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG