Os Últimos Soldados da Guerra Fria contará história de cinco agentes secretos cubanos presos nos EUA

O escritor Fernando Morais
Agência Estado
O escritor Fernando Morais
O escritor Fernando Morais já tem um novo livro pronto para publicação. Dois anos depois de lançar O Mago , biografia de Paulo Coelho, ele colocará nas prateleiras Os Últimos Soldados da Guerra Fria . O livro contará a história de cinco agentes secretos cubanos infiltrados nos Estados Unidos. Descobertos, eles cumprem pena de prisão perpétua até hoje. O lançamento está previsto para dezembro deste ano, pela editora Companhia das Letras.

"No último ano fui dez vezes aos Estados Unidos e dez vezes a Cuba para apurar a história", revelou Morais durante um jantar de arrecadação de fundos para a campanha do ex-delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz à Câmara dos Deputados. "Obtive permissão para entrevistar alguns dos agentes", revela. "Não consegui falar com todos porque alguns juízes não liberaram".

Esse tipo de investigação não é novidade para o autor. Em Olga (1985), ele contou a história de Olga Benário, mulher do líder comunista Luis Carlos Prestes, deportada e morta na Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. Em Corações Sujos (2000), o escritor se debruçou sobre o Shindo Renmei, organização de imigrantes japoneses que se recusava a admitir a derrota de seu país na guerra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.