Toupeiras e princesas na lista de livros preferidos encontrados na seção infantil

Capa do livro
Divulgação
Capa do livro "Da pequena toupeira que queria saber quem fez coco em sua cabeça", de Werner Holzwarth
Uma rápida passada pela seção infantil de qualquer livraria faria até o comprador menos atento se deparar com dezenas de publicações com títulos que envolvam as palavras coco, xixi, bunda e pum. Quase todos na categoria de “mais vendidos” para crianças.

Entre eles, dois de meus prediletos (e é bom dizer que minha opinião só vale porque recebeu o aval de Bruna, 5, e Mel, 3, minhas sobrinhas): “Da pequena toupeira que queria saber quem fez coco em sua cabeça”, de Werner Holzwarth (Cia. das Letrinhas) e “Até as Princesas Soltam Pum”, de Ilan Brenman (Brinque-Book).

O primeiro é a investigação de uma toupeira para desvendar, como diz o título, qual foi o bicho que, afinal, fez coco em sua cabeça. Movida por essa dúvida cuel, ela sai pelo campo com o coco na cabeça e questionando todo o tipo de animal sobre a autoria daquele crime tão fedorento. Na busca, só resta ir comparando o coco que está em sua cabeça com o daqueles bichos que juram inocência. Uma versão escatologicamente infantil do americano “whodunit” (como é conhecido, em gíria, o gênero de filmes de detetive – o famoso “quem matou?”)

Capa do livro ¿Até as Princesas Soltam Pum¿, de Ilan Brenman
Divulgação
Capa do livro ¿Até as Princesas Soltam Pum¿, de Ilan Brenman
O segundo, todo cor de rosa, ainda mais divertido, explora o mundo das princesas. Dessa vez, sob o ponto de vista gastrointestinal das maravilhosas, esbeltas e populares damas.

Em papo por email com o IG , Ilan Brenman, autor de dezenas de livros para crianças, explicou como teve a ideia de falar sobre princesas que soltam pum.

“O livro nasceu de um pum soltado por minha filha mais velha”, diz Ilan. “Minha mulher pensou que eu era o culpado, eu pensei que era ela, e então vimos que a responsável por aquela bomba atômica fedida tinha sido nossa pequena princesa. Rimos, a pequena chorou. Então minha mulher pegou ela no colo e disse: ‘Até as princesas soltam pum’”.

Ilan achou a frase genial e na mesma hora foi para o escritório dar o pontapé inicial na obra. Cinco meses depois, nascia o “Até as princesas …”

Ilan explica ainda que a escatologia é encarada com muita leveza e naturalidade pelas crianças. E, se elas encaram naturalmente, não cabe a nós, adultos, impor preconceitos. “Devemos tratar desses temas de forma natural, espontânea, sem firulas e receios”, conta. “Lacan, o psicanalista francês, dizia que aquilo que não nomeamos vira fatasmagórico, ou seja, quando nomeamos a escatologia fazemos com que isso não vire um tema tabu para a criançada. A literatura infantil deve tentar capturar o que mais interessa à infância: medos, terrores, amores, aventuras, fantasia, tristeza, dúvidas, certezas, ansiedades”, diz.

Livro: "Da pequena toupeira que queria saber quem fez coco em sua cabeça "
Autor: Werner Holzwarth
Editora: Cia. das Letrinhas
Preço: R$ 28,00

Livro: "Até as princesas soltam pum"
Autor: Ilan Brenman
Editora: Brinque-Book
Preço: R$ 25,00

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.