Evento em São Paulo vai disponibilizar conversas com autores no YouTube

Público compareceu em peso no primeiro fim de semana
Agência Estado
Público compareceu em peso no primeiro fim de semana
Para quem não conseguiu ver os debates e palestras da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, a organização do evento criou um canal no YouTube, que receberá vídeos dos encontros com os escritores. O canal já está no ar: basta digitar "bienaldolivrosp" no campo de busca do site. No fim de semana, a Bienal atraiu pelo menos 160 mil pessoas para o Pavilhão de Exposições do Anhembi, na zona norte da capital, segundo estimativa da organização. A expectativa é receber 700 mil visitantes até domingo, último dia do evento.

"O conceito desta edição é levar a Bienal para fora dos muros do Anhembi. E isso também tem a ver com a internet. O canal no YouTube tornará o evento mais presente, já que é impossível assistir a todas as atrações", disse Eduardo Mendes, diretor executivo da Câmara Brasileira do Livro (CBL), entidade organizadora do evento. Até domingo, serão cerca de 1,1 mil horas de programação cultural – a maior parte estará disponível na internet no mesmo dia de realização.

No primeiro fim de semana do evento, sessões de autógrafos foram concorridas – principalmente as de Ziraldo e Mauricio de Sousa – e também os debates, como os realizados no Salão de Ideias, onde escritores nacionais e internacionais se encontram em um auditório para 150 pessoas.

O espaço deve voltar a ser o mais procurado hoje: receberá os escritores Jostein Gaarder , autor de O Mundo de Sofia , e John Boyne, de O Menino do Pijama Listrado , para debater o tema Poderes da Fábula. "O bom público é reflexo da programação cultural intensa, que segue ao longo da semana. E os expositores relataram empolgação com o volume de vendas", disse Mendes. A programação completa pode ser conferida no site oficial .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.