Balada Literária reúne Agualusa, concretismo e homenagem a Bolaño

Quinta edição do evento, em São Paulo, será aberta por Lygia Fagundes Telles

Agência Estado |

Divulgação
O escritor angolano José Eduardo Agualusa
Cinco anos depois de ser criada, a Balada Literária, que reúne de hoje a domingo escritores jovens e consagrados na Vila Madalena e nos arredores, terá sua primeira mesa com tradução simultânea. Será no bate-papo com o alemão Ulrich Peltzer, amanhã, às 20h30, no Goethe-Institut (R. Lisboa, 974). "De resto, só temos autores de língua portuguesa e espanhola, daí basta afiar os ouvidos no portunhol para acompanhar", diz o escritor Marcelino Freire, organizador do evento cuja proposta é aproximar o autor do leitor, levando os debates dos auditórios para as mesas de bares.

A programação começa hoje, às 11h, com a homenageada desta quinta edição, a escritora Lygia Fagundes Telles, na Livraria da Vila (R. Fradique Coutinho, 915). A mesa terá participação da atriz Leandra Leal no bate-papo e na leitura de trechos. Depois de uma pausa para o almoço, segue com uma conversa entre os dramaturgos Alcides Nogueira e Lauro César Muniz no mesmo local – não há nenhum evento simultâneo, para que os mais bem-dispostos consigam acompanhar os encontros na íntegra.

Internacionais

Além do alemão Ulrich Peltzer, o time estrangeiro da Balada Literária inclui o angolano José Eduardo Agualusa (em mesa com o poeta português radicado no Brasil E. M. de Melo e Castro, às 16h30, na Livraria da Vila) e o argentino Alberto Manguel (hoje, às 19h, no Sesc Pinheiros, na R. Paes Leme, 195) – ambos recém-chegados de Olinda, onde participaram da Fliporto.

Um destaque nacional desta edição é o poeta Augusto de Campos, o "caçula" dos concretistas originais, que completa 80 anos no início do ano que vem. O poeta conversa com o público às 17h de amanhã na Biblioteca Alceu Amoroso Lima (R. Henrique Schaumann, 777) e, duas horas depois, no mesmo local, participa de show literomusical com Cid Campos e banda.

Outros eventos musicais se estenderão pelas noites – é o caso da balada alemã com DJ que ocupará o Goethe-Institut na noite de sexta e do show de encerramento, às 20h de domingo, com a banda carioca Os Outros e poetas do grupo mineiro Barkaça, no Centro Cultural b_arco (R. Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426).

A edição deste ano terá ainda uma homenagem teatral ao escritor chileno Roberto Bolaño, com a peça "Los Críticos También Lloran", com elenco dirigido pelo espanhol Marc Caellas, seguida do show-performance Ópera-Corvo, por Manu Maltez, no Teatro da Vila (R. Jericó, 256). Confira toda a programação no site oficial .

Destaques da Programação

Quinta-feira (18)
11h - Lygia Fagundes Telles na Livraria da Vila (participação especial de Leandra Leal)
16h30 - E.M. de Melo e Castro e José Eduardo Agualusa na Livraria da Vila
19h - Alberto Manguel no Sesc Pinheiros

Sexta-feira (19)
14h30 - Sérgio Roveri, Beth Goulart e Marcelo Rubens Paiva na Livraria da Vila
19h30 - Ulrich Peltzer lança romance no Goethe-Institut, seguido de balada com DJ 

Sábado (20)
17h - Augusto de Campos na Biblioteca Alceu Amoroso Lima
20h30 - Peça "Los Críticos También Lloran", homenagem a Roberto Bolaño, no Teatro da Vila

Domingo (21)
11h - Antonio Cicero e José Castello na Livraria da Vila
15h - Alice Ruiz e Vitor Ramil no Centro Cultural b_arco, seguido de exibição de trechos do filme "Existo", de Cao Guimarães, baseado em Catatau, de Leminski

    Leia tudo sobre: balada literárialivros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG