Em entrevista ao jornal Guardian, britânico afirma: 'As possibilidades não foram utilizadas ainda'

Conhecido por histórias em quadrinhos cultuadas, como "Watchmen", "V de Vingança", "Batman - A Piada Mortal" e "A Liga Extraordinária", o roteirista britânico Alan Moore revelou interesse pelas HQs em formato digital durante entrevista ao jornal Guardian.

"Não tenho nada contra esse formato, mas acho que é necessário repensar a utilização dessa mídia. A forma como as editoras lidam com o conteúdo online resume-se a transpor os gibis impressos. E essa não é a maneira como acho que deve ser feito", critica o autor.

Siga o iG Cultura no Twitter

De acordo com Moore, a forma como as histórias em quadrinhos são formatadas foram definidas pela tecnologia à disposição nos anos 1930.

"A linguagem das HQs existe pelo fato de você virar as páginas. E você pode programar para que o leitor, ao virar uma página, encontre um momento de revelação."

"O que estou dizendo é que as possibilidades nos quadrinhos digitais não foram utilizadas ainda. Antes de passar uma das minhas revistas para esse formato, quero pensar muito sobre as vantagens desse novo meio e as formas em que meu ofício de contar histórias teriam que ser adaptadas para melhorar o efeito final", explica.

"Tenho tido algumas ideias sobre isso. As pessoas não devem se surpreender se ouvirem algo sobre eu trabalhando com esse tipo de mídia", encerra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.