Veja frases do escritor João Ubaldo Ribeiro

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Autor de "Sargento Getúlio" e "Viva o Povo Brasileiro" morreu nesta sexta-feira (18), aos 73 anos

Autor de "Sargento Getúlio" e "Viva o Povo Brasileiro", o escritor João Ubaldo Ribeiro morreu na madrugada desta sexta-feira (18), aos 73 anos, vítima de embolia pulmonar. Membro da Academia Brasileira de Letras, ele recebeu o Prêmio Camões em 2008.

Leia também: Morre aos 73 anos o escritor João Ubaldo Ribeiro

O escritor brasileiro João Ubaldo Ribeiro durante a mesa . Foto: Beto LimaO escritor brasileiro João Ubaldo Ribeiro conversa com os jornalistas durante sua coletiva na Flip 2011. Foto: Beto LimaJoão Ubaldo Ribeiro, na Flip 2011. Foto: Beto LimaO escritor João Ubaldo Ribeiro. Foto: Biblioteca de São Paulo

O iG separou frases marcantes do escritor:

"Não me considero um homem de letras. Encaro com enorme tédio essa tal de literatura."

"A arte é uma forma de conhecimento."

"Quem peca é aquele que não faz o que foi criado para fazer."

"Não estou preocupado em conhecer os novos autores, esses que vão surgindo agora. Já li muito no passado, está bom."

""Quanto mais coroa fico, mais vou sentindo frio."

"Um romance são tantos romances quantos forem seus leitores."

"Duvido muito que um sujeito leia um livro cheio de hiperlinks. Não acredito na praticidade dessa mecânica do computador."

"Já estou chegando, ou já cheguei, à altura da vida em que tudo de bom era no meu tempo."

"Em tese, somos capazes de nos apaixonar por tantas pessoas quantas sejamos capazes de lembrar, o limite é este, não um ou dois, ou três, ou quatro, ou cinco, ou dezessete, todos esses números são arbitrários, tirânicos e opressores."

Sobre receber o Prêmio Camões: "Para ser sincero, não acho nada demais. Acho que eu ganhei porque eu mereço."

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas