Irlandês John Banville ganha o prêmio Príncipe de Astúrias

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Escritor foi elogiado pelo júri por sua "inteligente, profunda e original criação novelesca"

Reuters

Aline Viana
O escritor John Banville na Flip 2013

O escritor irlandês John Banville, autor de obras como “O Mar”, “O Intocável” e mais conhecido por sua trilogia de Axel Vander, foi contemplado nesta quarta-feira com o prêmio Príncipe de Astúrias de Literatura.

Siga o iG Cultura no Twitter

O júri, reunido na cidade de Oviedo (Espanha), destacou o escritor por sua “inteligente, profunda e original criação novelesca”, e também elogiou as obras sob o pseudônimo Benjamin Black, “autor de assombrosas e críticas histórias policiais”.

Mais: Na Flip, John Banville é aplaudido ao defender separação entre arte e política

Ele utilizou esse pseudônimo para escrever um ciclo de cinco histórias de suspense ambientadas em Dublin nos anos 1950. “A prosa de John Banville abre-se a deslumbrantes espaços líricos através de referências culturais, nas quais se revitalizam os mitos clássicos e a beleza dá as mãos à ironia”, acrescentou o júri na ata.

Mais: Prêmio Portugal Telecom de Literatura divulga semifinalistas de 2014

O escritor, que publicou seu primeiro romance, ”Long Lankin”, em 1970, recebeu em 2005 seu prêmio mais importante por “O Mar”, quando foi agraciado com Man Booker Prize, principal reconhecimento literário do Reino Unido.

Depois de conquistar o prestigioso Prêmio Franz Kafka, considerado por muitos como a preparação ao Nobel, em 2011, ele publicou seu último livro assinado como John Banville em 2012, “Luz Antiga”. O autor nasceu em Wexford, Irlanda, em 1945.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas