Gabriel García Márquez deixa o hospital

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Escritor recebe alta após oito dias internado para tratar pneumonia; aos 87 anos, estado de saúde é frágil

O escritor colombiano Gabriel García Márquez recebeu alta após oito dias internado para tratar uma pneumonia. A informação foi dada nesta terça-feira (8) pelo Instituto Nacional para Nutrição e Ciências Médicas da Cidade do México, onde o autor estava internado.

De acordo com a porta-voz do hospital, Jaqueline Piñeda, os médicos liberaram o autor, mas disseram que a saúde de García Márquez é frágil por causa de sua idade, 87 anos.

No dia de seu aniversário (06/03/2014), Gabriel García Márquez cumprimenta fãs do lado de fora de sua casa na Cidade do México. Foto: APGabriel García Márquez e a cineasta espanhola Pila Miró (2012). Foto: Getty ImagesO escritor Gabriel García Márquez (2012). Foto: Getty ImagesGabriel García Márquez na inauguração do museu Soumaya na Cidade do México, com Carlos Slim (esq) e Evelyn de Rothschild (17/04/2011). Foto: APGabriel García Márquez e o autor mexicano Carlos Fuentes, em evento na Cidade do México (18/11/2008). Foto: APGabriel García Márquez mostra a língua para fotógrafos em Aracataca, sua cidade natal, ao lado da mulher, Mercedes Barcha (30/03/2007). Foto: APO escritor Gabriel García Márquez e o então presidente em exercício de Cuba, Raúl Castro, em Havana (02/12/2006). Foto: APGabriel García Márquez conversa com o diretor Roman Polanski em Havana (13/12/2002). Foto: APGabriel García Márquez e Fidel Castro conversam durante jantar em Havana (03/03/2000)
. Foto: APGabriel García Márquez encontra o líder palestino Yasser Arafat em Cartagena, na Colômbia (20/10/1995). Foto: APGabriel García Márquez recebe o Nobel da Paz em Estocolmo, na Suécia (08/12/1982) . Foto: APO escritor Gabriel García Márquez, em foto sem data. Foto: Divulgação

Ganhador do Prêmio Nobel em 1982, García Márquez é, para muitos, o mas popular escritor de língua espanhola desde Miguel de Cervantes, no século 17. Seu talento literário extraordinário motivou comparações com Mark Twain e Charles Dickens.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Cem Anos de Solidão" já vendeu cerca de 50 milhões de cópias e foi traduzido para mais de 25 línguas. Sua publicação, em 1967, foi uma pedra fundamental para o boom literário de autores latino-americanos.

Outros livros do escritor conhecido por amigos como Gabo são "O Amor nos Tempos do Cólera", "Crônica de uma Morte Anunciada", "O Outono do Patriarca", "O General em seu Labirinto", "Do Amor e Outros Demônios", "Memória de Minhas Putas Tristes".

Leia tudo sobre: gabriel garcía márquezliteratura

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas