Ganhador do Nobel, colombiano tem 87 anos e é autor de clássicos como "Cem Anos de Solidão"

AP

O escritor colombiano Gabriel García Márquez foi internado em um hospital na Cidade do México. A informação foi divulgada nesta quinta (3) por autoridades de saúde mexicanas.

As autoridades falaram de maneira anônima, pois não estavam autorizadas a divulgar o caso. Elas não disseram qual é o motivo da internação e afirmaram que a família do escritor deseja que os detalhes permaneçam privados.

Há dois anos, a família de García Márquez revelou que o escritor sofria de demência senil e estava perdendo a memória.

Aos 87 anos, García Márquez vive no México há mais de três décadas e nos últimos anos tem aparecido pouco em público. No mês passado, amigos e parentes levaram bolo e flores ao escritor, em uma festa em frente à sua casa.

Siga o iG Cultura no Twitter

Amiga de García Márquez, a escritora e jornalista mexicana Elena Poniatowska disse que viu o escritor pela última vez em novembro, quando ele a visitou e levou um buquê de rosas amarelas, um símbolo que aparece com frequência no livro "Cem Anos de Solidão". "Ele parecia bem", disse Poniatowska.

Ganhador do Prêmio Nobel em 1982, García Márquez é, para muitos, o mas popular escritor de língua espanhola desde Miguel de Cervantes, no século 17. Seu talento literário extraordinário motivou comparações com Mark Twain e Charles Dickens.

"Cem Anos de Solidão" já vendeu cerca de 50 milhões de cópias e foi traduzido para mais de 25 línguas. Sua publicação, em 1967, foi uma pedra fundamental para o boom literário de autores latino-americanos.

Outros livros do escritor conhecido por amigos como Gabo são "O Amor nos Tempos do Cólera", "Crônica de uma Morte Anunciada", "O Outono do Patriarca", "O General em seu Labirinto", "Do Amor e Outros Demônios", "Memória de Minhas Putas Tristes".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.