Morre o poeta Donizete Galvão, autor de "Azul Navalha" e "O Homem Inacabado"

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Autor mineiro foi influenciado por escritores como Carlos Drummond de Andrade e Murilo Mendes

O poeta Donizete Galvão morreu na madrugada desta quinta-feira (30), em São Paulo, aos 57 anos. Ele foi vítima de um infarto.

Divulgação/Casa das Rosas
O poeta mineiro Donizete Galvão

Galvão nasceu em Borda da Mata, interior de Minas Gerais, em 24 de agosto de 1955. Cursou administração de empresas em Santa Rita do Sapucaí e Jornalismo em São Paulo, onde morava.

Na literatura, foi influenciado pelo trabalho de poetas como Carlos Drummond de Andrade, Henriqueta Lisboa e Murilo Mendes.

Siga o iG Cultura no Twitter

Pelo livro "Azul Navalha", de 1988, Galvão recebeu o prêmio de autor revelação da Associação Paulista de Críticos de Arte, bem como uma indicação ao Jabuti. Nova indicação ao prêmio viria em 1997, por "A Carne e o Tempo".

Galvão também foi finalista do Portugal Telecom por "O Homem Inacabado", de 2010. Outras de suas obras são "As Faces do Rio" (1991), "Do Silêncio da Pedra" (1996), "A Carne e o Tempo" (1997), "Ruminações" (2000) e "Mundo Mudo" (2003).

O autor era colaborador frequente de revistas culturais brasileiras e teve artigos publicados em veículos de países como México, Venezuela, Portugal e Itália.

Leia tudo sobre: donizete galvãolivros

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas