"Diálogos Impossíveis" foi o eleito na categoria ficção, e "As Duas Guerras de Vlado Herzog" em não-ficção

Com "Diálogos Impossíveis", Luis Fernando Verissimo foi o vencedor do Livro do Ano de Ficção no 55º Prêmio Jabuti. Na categoria de Não-Ficção, a honra foi para Audálio Dantas, autor de "As Duas Guerras de Vlado Herzog".

Os nomes foram anunciados nesta quarta-feira (13), em cerimônia organizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), responsável pelo Prêmio Jabuti.

Verissimo e Dantas receberam, cada um, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 35 mil, além do troféu Jabuti Dourado. A cerimônia também gratificou os três primeiros colocados das outras 27 categorias do Jabuti , que receberam R$ 3,5 mil.

Siga o iG Cultura no Twitter

O escritor Evandro Affonso Ferreira ganhou o Prêmio Jabuti de melhor romance do ano por "O Mendigo que Sabia de Cor os Adágios de Erasmo de Rotterdam". Victor Heringer foi o segundo colocado com "Glória", e Daniel Galera ficou em terceiro com "Barba Ensopada de Sangue".

Ademir Assunção foi o ganhador do prêmio dedicado à poesia, com "A Voz do Ventríloquo". Glauco Mattoso ficou com o segundo lugar com "Raymundo Curupyra, o Caypora", e Antonio Cicero em terceiro com "Porventura".

Veja a lista completa de vencedores no site da CBL .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.