Lançamentos mostram influência de Neil Gaiman 25 anos após "Sandman"

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Autor britânico volta a publicar novas histórias do Rei dos Sonhos, tem HQs na internet e traduções para o português

Divulgação/Walter Craveiro
Neil Gaiman na Flip, em 2010

Dono de uma das mentes mais criativas da literatura e dos quadrinhos dos últimos anos, Neil Gaiman mantém seu posto como um dos grandes nomes da literatura fantástica desde o lançamento do sucesso "Sandman", 25 anos atrás.

Conhecido como um dos criadores dos quadrinhos modernos, nos últimos meses, Gaiman voltou a publicar histórias do Rei dos Sonhos (com a HQ "The Sandman - Overture"), teve HQs publicados gratuitamente na internet e obras traduzidas para o português.

Images da HQ 'The Sandman - Overture'. Foto: DivulgaçãoImages da HQ 'The Sandman - Overture'. Foto: DivulgaçãoImages da HQ 'The Sandman - Overture'. Foto: DivulgaçãoImages da HQ 'The Sandman - Overture'. Foto: DivulgaçãoImages da HQ 'The Sandman - Overture'. Foto: DivulgaçãoImages da HQ 'The Sandman - Overture'. Foto: DivulgaçãoImages da HQ 'The Sandman - Overture'. Foto: Divulgação

Nascido no Reino Unido, Gaiman tentou fazer carreira primeiro como jornalista, só para depois embarcar na literatura fantástica e quadrinhos. Nos anos 1980, trabalhou para revistas britânicas e escreveu as biografias da banda Duran Duran e do escritor Douglas Adams (da série "O Guia do Mochileiro das Galáxias").

O autor então passou para o terreno da fantasia ao publicar, em parceria com Terry Pratchett, o livro "Good Omens", em 1990. Na mesma época, a amizade de Gaiman com Alan Moore (de HQs como "Watchman" e "V de Vingança"), começou a chamar a atenção do primeiro para os quadrinhos.

As primeiras publicações de Gaiman em quadrinhos foram parcerias com o ilustrador Dave McKean, como "Violent Cases" (1987) e "Sinal e Ruído" (1989). A dupla também foi responsável pela série "Black Orchid", que foi a porta de entrada do britânico para a grande editora DC Comics.

Reprodução
Neil Gaiman

Então, pela Vertigo (que pertece a DC Comics), chegou às bancas, em 1988, "Sandman". A graphic novel conta a história de Morpheu, forma antropomórfica do sonho, e sua relação com os irmãos Morte, Desejo, Desespero, Delírio, Destruição e Destino. A série chegou ao fim em 1996.

Siga o iG Cultura no Twitter

Outros trabalhos de impacto do autor foram os livros "Deuses Americanos" e "Lugar Nenhum". Duas obras do britânico, a HQ "Coraline" e o livro "Stardust - O Mistério da Estrela", foram adaptadas para os cinemas, sendo que a primeira em formato de animação.

"The Sandman - Overture" chegou às bancas norte-americanas na último quarta-feira (30 de outubro). A história, que comemora os 25 anos do Rei dos Sonhos, vai desde o começo da galáxia até o início da graphic novel de 1988, quando Morpheu é capturado.

E as publicações do autor também continuam a chagar em terras brasileiras. Neste ano foram publicadas a tradução da ficção "O Oceano no Fim do Caminho", pela Intrínseca, e, em outubro, o último volume da série "Sandman - Edição Definitiva" e a edição de luxo da HQ "Dias da Meia-Noite", ambas pela Panini.

Alguns quadrinhos de Neil Gaiman também estão disponíveis gratuitamente online, como no caso do aplicativo Sequential. O programa, que funciona como uma banca online, liberou a antologia "Neil Gaiman’s Lost Tales", que traz quadrinhos raros do autor da década de 1980, em parcerias com artistas como Bryan Talbot, Dave McKean, Mike Matthews e outros. 

Leia tudo sobre: neil gaimansandmanquadrinhos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas