Câmara vai votar urgência para projeto que libera biografias não autorizadas

Por iG São Paulo | |

compartilhe

Tamanho do texto

Tema divide opiniões entre artistas e editoras, que discutem sobre o direito à privacidade e a liberdade de imprensa aos autores de obras biográficas

Os líderes partidários da Câmara dos Deputados anunciaram, após reunião nesta terça-feira (22), que será votada na quarta (23) a urgência para apreciação do projeto de lei que trata de biografias não autorizadas. O tema vem sendo motivo de polêmicas entre artistas e escritores.

De um lado, grandes nomes da cultura brasileira como Caetano Veloso e Chico Buarque de Holanda, que defendem a proibição da publicação de biografias não autorizadas pelos personagens principais ou por suas famílias, em caso de morte. Do outro, biógrafos consagrados como Fernando Morais, que alegam ser essa uma forma de contar a história do Brasil e que, portanto, o público tem direito às informações.

Conheça quem é a favor e contra a proibição das obras não autorizadas:

Em 2007, Roberto Carlos conseguiu proibir a venda de uma biografia não autorizada.. Foto: Claudio Augusto/Foto Rio NewsChico Buarque é a favor da proibição: 'Pensei que o Roberto Carlos tivesse o direito de preservar sua vida pessoal'. Foto: Taiz DeringJá o escritor Luis Fernando Verissimo assinou um manifesto contra a proibição das biografias.. Foto: DivulgaçãoDjavan é a favor da proibição e alega que os biógrafos 'fazem fortuna'. Foto: Isabela KassowA escritora brasileira Nélida Piñon, que faz parte da ABL, também assinou o manifesto contra a censura prévia das biografias.. Foto: DivulgaçãoCaetano Veloso é a favor da proibição: 'A avalanche de pitos, reprimendas e agressões só me estimula a combatividade'. Foto: AEO cartunista Ziraldo também faz parte do coletivo de autores contra a censura às biografias. . Foto: Divulgação/Ana CollaMarília Pêra disse à Folha que é 'golpe baixíssimo xingar de reacionário aquele que necessita preservar seus sentimentos'. Foto: AgNews'Eu posso pagar um dízimo ao Roberto Carlos e falar da perna mecânica?', disse o escritor Ruy Castro, sobre a divisão de lucros que os artistas exigem.. Foto: AEGilberto Gil: 'A soberania decisória sobre a vida privada é que deve prevalecer'. Foto: DivulgaçãoFrejat faz parte de grupo que é contrário à necessidade de autorização para biografias. Foto: AgNewsO presidente do STF Joaquim Barbosa declarou: 'Censura prévia é ruim, não é permitido, é ilegal'. Foto: Divulgação/STFAlceu Valença crê que impedir os biógrafos é 'uma equivocada tentativa de tapar, calar, esconder e camuflar a história no nosso tempo'. Foto: DivulgaçãoMário Magalhães, biógrafo de Marighella: 'Roberto Carlos é, sim, dono da vida dele. Mas não é dono da história'. Foto: DivulgaçãoLobão disse que proibir uma biografia é 'ato falho de quem tem culpa no cartório e já sabe de antemão que tem muito podre'. Foto: ReproduçãoNana Caymmi: '(Exigir autorização) chama-se egoísmo. Ou então é alguém que tem alguma coisa a esconder'. Foto: AgNewsFagner: 'Sou contra o Procure Saber. Não se pode impedir que as pessoas escrevam'. Foto: Leia JáPaulo Coelho sobre proibição de Roberto Carlos à biografia: 'Continuarei comprando seus discos, mas estou chocado'. Foto: Getty ImagesO escritor Benjamin Moser respondeu a Caetano Veloso: 'A liberdade de expressão não existe para proteger elogios'. Foto: Divulgação

Leia mais: 
Câmara criará comissão para discutir publicação de biografias não autorizadas
Entenda a polêmica sobre a publicação de biografias não autorizadas

Diante da polêmica, que tem gerado muitas ações judiciais, os deputados decidiram apressar a votação do projeto que libera a publicação das biografias não autorizadas. A proposição teve parecer favorável em todas as comissões pelas quais passou e seguiu para o plenário por causa de um recurso.

Com a aprovação da urgência para o projeto, ele passará a ter prioridade na pauta da Câmara. A intenção é votar a matéria antes do dia 28, quando as votações em plenário ficam trancadas pelo projeto do Marco Civil da Internet. Mas existe a possibilidade de o projeto ser votado amanhã, logo depois da aprovação da urgência.

Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: biografias não autorizadaslivrosbiografias

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas