Criador do "Menino Maluquinho", Ziraldo completa 80 anos

Veja imagens da carreira do cartunista que ajudou a fundar "O Pasquim" e escreveu "Flicts"

iG São Paulo | - Atualizada às

Responsável por livros como "O Menino Maluquinho" (1980), Ziraldo completa 80 anos nesta quarta (20). Devido a trabalhos como no jornal "O Pasquim" e em obras como "Flicts" (1969), o cartunista tornou-se um dos escritores mais conhecidos do país.

Criador da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa homenageou Ziraldo com um desenho que pode ser visto na galeria de fotos abaixo.

Filho de Zizinha com Geraldo (daí o nome Ziraldo), Ziraldo Alves Pinto era apaixonado por histórias em quadrinhos desde criança. Formou-se em direito em 1957, mesmo ano em que começou a publicar suas ilustrações na revista "A Cigarra".

Longe dos tribunais, o advogado marcou publicações como "O Cruzeiro" e o Jornal do Brasil, inserindo no cotidiano dos leitores uma série de personagens populares, caso de Jeremias, o Bom, a Supermãe e o Mineirinho.

Divulgação
Capa da edição de 40 anos de "Flicts"

Siga o iG Cultura no Twitter

Nos anos 1960, publicou "A Turma do Pererê", primeiro gibi brasileiro do gênero feito por um só autor. A revista, que tinha como personagem principal o próprio Saci Pererê, encerrou suas atividades em 1964, com a tomada do poder pelos militares.

O ano de 1969 foi crucial na carreira de Ziraldo. O cartunista tomou gosto pelo jornalismo e ajudou a criar "O Pasquim", jornal crítico ao regime militar do qual participaram nomes como Millôr Fernandes , Jaguar, Henfil, Paulo Francis e Ivan Lessa .

Leia também: Ziraldo é atração da Bienal do Livro de 2012

Ao mesmo tempo, lançou seu primeiro livro infantil, o premiado "Flicts". A história, que retrata uma cor que não encontrava seu lugar no mundo, foi elogiada até pelo astronauta norte-americano Neil Armstrong, que após ler o livro escreveu para o autor "the moon is Flicts" ("A lua é Flicts", em português).

Seu maior sucesso editorial, "O Menino Maluquinho", foi lançado em 1980. Ganhadora do prêmio Jabuti, a história foi adaptada para teatro, cinema e até ópera, com uma versão feita pelo maestro Ernani Aguiar. Posteriormente, o personagem ganhou uma série de histórias em quadrinhos.

Leia também:  Juiz condena Ziraldo por improbidade administrativa

Irreverente, Ziraldo lançou em 1999 a revista "Bundas", uma sátira da revista "Caras", e posteriormente "O Pasquim 21", jornal semanal que fez alusão ao histórico "O Pasquim".

Ainda na ativa, o cartunista segue com trabalhos nas áreas de ilustração, literatura infantil, charges e histórias em quadrinhos.

    Leia tudo sobre: Ziraldo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG