Bienal do Livro de SP fecha suas portas após receber 750 mil visitantes

Somente no sábado, penúltimo dia da feira, 123 mil pessoas foram ao evento

EFE |

EFE

AE
Bienal do Livro

A 22º edição da Bienal do Livro de São Paulo, que fechou suas portas ao público neste domingo, recebeu mais de 750 mil visitantes, segundo a Câmara Brasileira do Livro (CBL).

"Somente no último sábado passaram 123 mil visitantes e, por isso, conseguimos bater todos os recordes da história do evento", disse a presidente da CBL, Karine Pansa.

Leia também:  Bienal do Livro de SP espera receber 800 mil pessoas

De acordo com os dados fornecidos pela instituição, a Bienal conseguiu reunir em São Paulo mais de mil autores, entre consagrados e novos talentos.

"Posso dizer em nome da organização do evento e de seus curadores que superamos nossas expectativas em todos os sentidos", afirmou Karine.

Sob o lema "Os livros transformam o mundo, os livros transformam as pessoas", esta edição da Bienal prestou uma homenagem especial a Jorge Amado, de cujo centenário foi celebrado no último dia 10 de agosto . A reunião literária também homenageou o jornalista, escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues, que no próximo dia 23 de agosto completaria 100 anos.

O evento, que abriu suas portas no último dia 9 no centro de exposições do Anhembi, teve a participação de 480 expositores e um destacado número de editoras do Japão, Colômbia, França e Espanha.

    Leia tudo sobre: Bienal do Livrolivro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG