Escritora tira a roupa na av. Paulista para protestar contra a pirataria

Vanessa de Oliveira ficou com o corpo pintado durante a sua manifestação

EFE |

EFE

A escritora Vanessa de Oliveira, que há alguns anos deixou a prostituição e se dedicou à literatura, tirou a roupa neste domingo em uma livraria da avenida Paulista, em São Paulo, para protestar contra a pirataria e em favor dos direitos autorais.

Vanessa apareceu nua e com o corpo pintado na apresentação de seu livro "Psicopatas do Coração", que classificou como um "romance de auto-ajuda" dirigido "àquelas pessoas que se casaram com um príncipe encantado que depois se transformou totalmente".

Siga o iG Cultura no Twitter

Durante o ato, a escritora defendeu leis mais duras contra a pirataria e que garantam o respeito dos direitos de propriedade intelectual, e exigiu às autoridades brasileiras que reduzam os impostos aplicados à cultura.

Leia também: Vanessa de Oliviera fala ao iG

A autora havia protagonizado uma manifestação em Lima no mês passado, quando descobriu que cópias piratas de seu livro "O Diário de Marise - A Vida Real de uma Garota de Programa", no qual narra parte de sua própria vida, eram vendidas nas ruas da capital peruana. Em protesto, tirou a roupa na Plaza de Armas, na frente do palácio de governo peruano, e também reivindicou um endurecimento das leis que protegem os direitos autorais.

Ao apresentar hoje sua nova obra, anunciou que pretende dar "dimensões internacionais" à sua campanha. "Nada impede que isto ganhe repercussão mundial. Neste ano irei à Feira do Livro de Guadalajara (México) e estarei lá protestando até que a polícia me detenha", desafiou Vanessa.

    Leia tudo sobre: vanessa de oliveiraliteraturapirataria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG