Desenho de Tintim é vendido por R$ 3,4 milhões e bate recorde

Arte original de "Tintim na América" se torna o maior valor já pago num leilão de quadrinhos

EFE |

Divulgação
Arte original da capa de "Tintim na América"
O desenho original da capa da história em quadrinhos "Tintim na América", do artista belga Hergé, desenhado em 1932, foi adquirido neste sábado (2) pelo preço recorde de R$ 3,39 milhões, informou a casa de leilões Artcurial.

Com superfície quadrada de 32 centímetros de lado, o trabalho, que mostra Tintim prestes a ser atacado por índios norte-americanos, superou o recorde anterior de um leilão de quadrinhos, que era de março de 2008, por 764 mil euros (R$ 1,93 milhão).

Siga o iG Cultura no Twitter

A casa de leilões, que quis preservar o anonimato do comprador, já previa uma quantia muito superior ao recorde de quatro anos atrás, justamente por se tratar de uma das duas únicas capas originais das HQs de Tintim que estão em poder de colecionadores privados (há cinco no total).

O desenho foi realizado por Hergé para a primeira edição de "Tintim na América", publicada inicialmente pelo suplemento "Le Petit Vingtième" – do extinto jornal belga "Le Vingtième Siècle" – e depois pela Casterman na edição francesa.

A capa arrematada foi um dos diversos lotes de peças de Tintim leiloados ao longo deste sábado em Paris, em particular cerca de 80 álbuns de edições raras, em estado original. Entre eles estavam alguns títulos míticos como "Tintim no País dos Sovietes", "Tintim no Congo", "Tintim e os Pícaros" e "Tintim no Tibete", em sua maior parte com dedicatórias do próprio Hergé.

A venda tinha começado de manhã com cerca de 300 objetos derivados da obra do cartunista belga, inclusive esculturas.

    Leia tudo sobre: tintimhergéquadrinhosleilão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG