Lindsay Lohan viola liberdade condicional e é condenada a prisão

A atriz foi acusada de roubar um colar de uma joalheria em Venice Beach, na Califórnia

EFE |

X17
Lindsay Lohan chega ao tribunal para responder a acusação de roubo de colar
A atriz Lindsay Lohan é condenada a 120 dias de prisão, 360 horas de serviço comunitário em um centro para mulheres e 120 horas em uma necrotério em audiência realizada nesta sexta-feira em Los Angeles.

Após ouvir as testemunhas de acusação, juíza Stéphanie Sautner decidiu condená-la já que a atriz deveria ter notificado os donos da loja que tinha a joia em vez de esperar várias semanas para devolvê-la. De acordo com o jornal "Los Angeles Times", Lindsay recorrerá a sentença e sua advogada, Shawn Holley, disse que a atriz pode pagar uma fiança de US$ 75 mil.

A juíza fixou a data do julgamento preliminar para o dia 11 de maio e o início do julgamento para 3 de junho. No caso de ser declarada culpada sob acusação de delito leve Lindsay pode ser condenada a um ano de prisão e se for por crime doloso pode chegar a três anos de prisão. A atriz se declarou inocente do suposto furto e diz que emprestaram o colar para ela e que seu estilista esqueceu devolvê-lo. A juíza ouviu quatro testemunhas: a dona da joalheria, um empregado da loja e dois policiais. Quando foi acusada de roubo, a atriz estava em liberdade condicional por se envolver em um acidente de trânsito em 2007 sob efeito de drogas.

    Leia tudo sobre: GENTE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG