Ladrão rouba obra de Picasso e foge de táxi

Desenho estava exposto em uma galeria de San Francisco e está avaliado em R$ 250 mil

iG São Paulo com agências internacionais |

Um homem roubou um desenho de Pablo Picasso de uma galeria de San Francisco e fugiu de táxi. A obra, chamada "Tete de Femme", está avaliada em R$ 250 mil.

Um funcionário da galeria Weinstein disse ao jornal "San Francisco Chronicle" que o desenho é uma peça "original e única". Picasso fez "Tete de Femme" em 1965.

Siga o iG Cultura no Twitter

O policial Albie Esparza disse: "Esperamos que alguém possa reconhecer o desenho se vir o ladrão andando por aí com a obra ou tentar vendê-la". "Não sabemos se foi algo premeditado ou se ele apenas viu uma oportunidade de cometer o roubo", completou o policial.

"Tête de Femme" (Cabeça de Mulher) tem tamanho aproximado de uma folha de papel. Fazia parte de uma coleção do motorista de Picasso, maurice Bresnu, e que foi comprado pela galeria no ano passado, disse o presidente da Weinstein, Rowland Weinstein.

Segundo explicou, se trata do primeiro grande roubo da galeria, precisamente em uma área onde repousam outras peças de pequeno tamanho de artistas como Marc Chagall, Salvador Dalí e Joan Miró.

Por outro lado, apontou Sharon Flescher, historiadora da arte da Fundação Internacional da Pesquisa da Arte, a venda do quadro será prejudicada. "Uma vez que o roubo é divulgado, é muito difícil colocar no mercado uma peça de Picasso ou de alguém tão conhecido", explicou

    Leia tudo sobre: Picassoarte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG