Anúncio do roubo da pintura intitulada "Papoulas" havia sido feito na manhã deste sábado. Obra ainda não foi recuperada

Dois italianos foram detidos no aeroporto do Cairo quando tentavam sair do Egito com o quadro do pintor holandês Vincent Van Gogh, roubado neste sábado em plena luz do dia de um museu da capital egípcia, informou o ministro da Cultura, Faruk Hosni.

"Dois italianos, um homem e uma mulher, foram detidos em poder do quatro quando tentavam sair do país", afirmou o ministro. Porém, Hosni depois se desmentiu falando que o "quadro não apareceu ainda", segundo informa a agência egípcia "Mena".

Pela manhã, o ministro havia informado que o quadro de valor inestimável foi roubado do museu de Mahmud Khalil, que possui um importante acervo de arte europeia dos séculos 19 e 20.

A pintura, intitulada "Papoulas", foi "tirada da moldura, depois da abertura do museu, esta manhã", afirmou Hosni.

Os funcionários do museu foram interrogados e medidas preventivas foram tomadas nos portos e aeroportos egípcios para impedir que o quadro deixe o país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.