Irmãos Campana trazem suas "poltronas" para exposição no Rio

Retrospectiva com 200 peças dos representantes do design internacional chega ao CCBB. Veja fotos

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Um certo dia arte e design se sentaram na mesma poltrona e de lá não se levantaram mais. O que marca o trabalho dos Irmãos Campana, figuras centrais do design internacional, é esta combinação realizada em artes plásticas, peças de mobiliário e joias - sugerindo novos códigos de leitura aos objetos.

Fernando Laszlo/ Divulgação
Fernando e Humberto Campana: 200 obras expostas no Rio
Agora, “Anticorpos”, a mais completa retrospectiva dos Irmãos Campana, pode ser vista no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro. A mostra, com 200 obras (de 1989 a 2009), foi realizada pelo Vitra Design Museum, Weil am Rhein, da Alemanha, onde permaneceu até fevereiro de 2010, percorrendo posteriormente vários museus da Europa.

MAIS: Veja fotos das obras que estão em exposição

Humberto, de 58 anos, formado em Direito, e Fernando, 50, arquiteto, são uns dos poucos brasileiros com peças no acervo do MoMa, em Nova York. O reconhecimento internacional por seus trabalhos de design-arte veio a partir da transformação de elementos simplórios e cotidianos em peças de caráter artísticos. Com curadoria de Mathias Schwarz-Clauss, “Anticorpos” têm como foco o conjunto dos trabalhos cuja linguagem visual está ancorada no contraste de cores, formas e materiais. Utilizando fios emaranhados, algodão, ursos de pelúcia, madeira, plástico, retalhos e estampas coloridas, eles transformam uma cadeira em obra de arte.

Em exposição, a maior parte dos trabalhos dos Irmãos Campana, incluindo coleções particulares, institucionais e a coleção Estúdio Campana. Há ainda peças criadas pelos dois designers especialmente para “Anticorpos”. Dentre elas, um número de experimentações em papel machê e uma série de colagens em papel que anunciam cada tema da exposição.

Divulgação
"Banquete": Design e arte nas obras dos Irmãos Campana. Foto de Fernando Laszlo

MAIS: Veja fotos das obras que estão em exposição

Formas e funções

Vários designs dos Campana são desenvolvidos a partir de estruturas lineares, como desenhos tridimensionais. Esses desenhos em metal não aparecem como traçados de uma cadeira, biombo ou mesa. São utilizados como matéria-prima e amontoados ou entrelaçados até que um objeto utilizável desponte.

Em seus primeiros objetos artesanais, Humberto já utilizava a maleabilidade tridimensional do vime. Hoje o material está presente em peças de luminárias e em assentos, para produzir esculturas figurativas em grande escala.

Uma das técnicas recorrentes dos irmãos Campana é retirar de seu contexto original materiais manufaturados e agrupá-los, para criar uma nova forma. Por exemplo: um urso de pelúcia em formato de jacaré, de forma isolada, é apenas isso, um urso de pelúcia. Agrupado de forma continua, é uma cadeira.

Por isso a exposição “Anticorpos” é para se ver com os olhos bem atentos.

Fernando Laszlo/ Divulgação
Harumaki, 2004

MAIS: Veja fotos das obras que estão em exposição

Serviço :
“Anticorpos” – Irmãos Campana
Centro Cultural do Banco do Brasil
Rua Primeiro de Março, 66 - Rio de Janeiro. Tel: (21) 3808-2020
Até 6 de maio de 2012
De 3ª a domingo, das 9h às 21h
Entrada franca

    Leia tudo sobre: irmãos campanaccbbexposiçãodesignartepoltronasartes plásticas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG