Internet carrega a televisão

Brasileiros vêem vídeos no computador quase tanto quanto na TV

Marco Tomazzoni, iG São Paulo |

A audiência da televisão brasileira está migrando para outras mídias, os números são claros – historicamente, a TV aberta vem apresentando um declínio, e não só no Brasil. “A TV aberta é um veículo que perde público para a TV por assinatura e para a internet, isso é real”, afirma Eugênio Bucci, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). A web é de longe a forma de entretenimento que mais cresceu na última década, até mesmo para aqueles que querem ver televisão.

Formas de entretenimento dos brasileiros

Evolução da internet rápida e TV paga, em milhões de usuários

Gerando gráfico...
Fontes: Anatel/Telebrasil

É o que aponta a pesquisa “Media Democracy”, realizada pela Deloitte no país. Na faixa de 14 a 26 anos, o computador é quase tão utilizado quanto a TV para assistir a vídeos (56% optam pela TV e 54%, pelo computador). Além disso, 87% dos entrevistados assistiriam a mais vídeos online se tivessem uma conexão melhor – o que deve mudar com a expansão contínua da banda larga – e 88% disseram que gostariam de ligar a televisão à internet para baixar vídeos e outros conteúdos diretamente na TV.

Em julho, mês da Copa do Mundo, seis em cada sete internautas brasileiros assistiram a um vídeo online, de acordo com a comScore, companhia que mede tráfego de dados na web. "Os brasileiros são usuários de internet muito dedicados, que procuram ativamente entretetenimento online, então não é nenhuma surpresa verificar que o hábito de ver vídeos na web 'pegou' tanto", afirma Alex Banks, vice-presidente da comScore na América Latina. "Como a penetração da banda larga continua aumentando, isso vai levar a um consumo de vídeo online ainda maior."

“Um dos maiores sucessos da internet é YouTube, que é televisão. A internet carrega a TV”, assegura Bucci. “A tendência geral é que a TV deixe de ser o único veículo, quase que um monólogo no país, e tenha uma acomodação como aconteceu na TV aberta norte-americana, com menos audiência. Ela vai viver em outros meios que não está hoje. A internet não vai acabar com a TV: a TV que vai precisar viver com um novo suporte.”

    Leia tudo sobre: audiênciatv por assinaturatv abertainternetvídeos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG