Tradicionalmente, dia 3 de maio celebra povo originário do sertão brasileiro

Euclides da Cunha, autor de
Reprodução
Euclides da Cunha, autor de "Os Sertões"
Criado em homenagem aos moradores do sertão, ambiente castigado por falta de chuvas e sol escaldante, o Dia do Sertanejo, comemorado em 3 de maio, ganhou uma conotação diferente nesta terça-feira. Ao tomar conhecimento da data, muitos internautas acreditaram se tratar de uma celebração à música sertaneja e rapidamente a tag "#diadosertanejo" apareceu entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil.

Fãs do gênero falavam em especial sobre Luan Santana, Jorge & Mateus e também sobre Marrone, que faz dupla com Bruno e sofreu ontem um acidente de helicóptero no interior de São Paulo. Marrone recebeu alta da UTI e passa bem. O piloto da aeronave, no entanto, teve o pé amputado.

O sertanejo – o homem, não a música – tem seu alicerce na cultura brasileira na obra "Os Sertões", clássico de Euclides da Cunha publicado em 1902. Dividido em três partes ("A terra", "O homem", "A luta"), o livro combina um estudo aprofundado da fauna e flora do Nordeste brasileiro, o perfil da população local e o primeiro relato detalhado sobre a Guerra de Canudos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.