Fragmentos do Coliseu de Roma caem

Desprendimento de partes da galeria central do anfiteatro não impediram a abertura do local

EFE |

Pelo menos 3 fragmentos da galeria central do Anfiteatro Flavio, em Roma, popularmente conhecido como Coliseu, e que foi inaugurado no ano 80 d.C., caíram hoje da estrutura original do monumento, informou o ministério da Cultura italiano em nota.

O desprendimento, que não impediu a abertura do Coliseu neste domingo à visitação, ocorreu por volta das 6h no horário local (1h em Brasília) quando o local estava fechado ao público, por isso que não houve registro de feridos.

A causa da queda desses fragmentos de uma superfície de menos de um metro quadrado foi amortecida pelas redes de proteção é consequência de variações térmicas ou devido à mudança na temperatura ou umidade do ar.

"O episódio coloca em pauta novamente a conservação preventiva programada" na qual o ministério da Cultura já trabalha, diz a nota. Instantes após descobrir os fragmentos caídos, que fazem parte de estruturas restauradas, os funcionários do Coliseu realizaram os controles para assegurar que a região ficará acessível ao público.

Em 30 de março, a Domus Aurea, a "casa dourada" onde o imperador Nero morou durante seus últimos anos de vida e que fica a poucos metros do Coliseu, também sofreu um desprendimento, embora de maiores proporções, em uma de suas galerias. Cerca de 60 metros quadrados se desprenderam do teto da galeria devido às infiltrações de água da chuva.

    Leia tudo sobre: Coliseu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG