Exposições em São Paulo relembram obra de Haroldo de Campos

No Itaú Cultural, público pode gravar poema após conhecer obra experimental

Agência Estado |

Reprodução
Haroldo de Campos no programa Roda Viva
"Uma inteligência fora do comum." É assim que o fotógrafo German Lorca define o poeta Haroldo de Campos, que ganha a partir de quinta-feira, no Itaú Cultural, a "Ocupação Haroldo de Campos - H Laxia", instalação audiovisual, na forma de um túnel em caracol, de 11 metros de extensão.

Nela o público é apresentado à obra experimental "Galáxias", de Haroldo, por meio de trechos de áudios e vídeos. Ao fim do percurso, o visitante chega a uma cabine de áudio na qual, se quiser, pode gravar um trecho do poema, a ser somado depois aos áudios já existentes.

A frase de Lorca, além de um incentivo universal para a descoberta do universo do poeta, é um de vários outros depoimentos sobre o artista que estarão em uma publicação a ser divulgada no fim de março, juntamente com uma poesia do irmão, Augusto de Campos, que completa hoje 80 anos.

A exposição vai até o dia 10 de abril. E, na Casa das Rosas, a poucos metros do Itaú Cultural, o poema "Servidão de Passagem", de 1962, estará reproduzido em pequenos totens no espaço externo, enquanto no interior salas se dividem entre a produção mais antiga e mais recente de Haroldo.

SERVIÇO
Ocupação Haroldo de Campos
Itaú Cultural (Av. Paulista, 149)
A partir do dia 17
Entre 9h e 20h (sábado e domingo das 11h às 20h. Segunda é fechado)

Casa das Rosas (Av. Paulista, 37
Entre 10h e 22h (domingo e feriados das 10h às 18h. Segunda é fechado)
Até 10/4 é gratuito

    Leia tudo sobre: haroldo de camposexposição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG