Excessos de Charlie Sheen podem custar milhões de dólares a Hollywood

Série "Two and a Half Men", estrelada pelo ator, gera US$ 3 milhões por episódio só com publicidade

EFE |

AP
Charlie Sheen
Os excessos do ator Charlie Sheen podem somar perdas milionárias para Warner e CBS se a ausência do ator, agora internado em um centro de reabilitação, tiver que cancelar sua série "Two and a Half Men", informou nesta sexta-feira o site "The Hollywood Reporter".

Sheen, considerado o ator mais bem pago da televisão americana, começou na semana passada um tratamento para lidar com sua dependência de drogas, depois de participar de uma maratona de festas que terminou na sua hospitalização com fortes dores abdominais, segundo informou a imprensa.

Sua internação forçou a suspensão temporária das filmagens dos novos episódios da comédia "Two and a Half Men", a série com maior audiência nos Estados Unidos, com uma média superior a 14 milhões de espectadores.

Por enquanto, a CBS, que tem os direitos de emissão da série no país, conta com dois capítulos filmados do programa, que só em publicidade gera ao redor de US$ 3 milhões por episódio.

Atualmente, Charlie Sheen tem um contrato assinado para protagonizar a série até 2012, com um salário correspondente a US$ 2 milhões por cada capítulo.

    Leia tudo sobre: Charlie Sheen

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG