O presidente da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC, sigla em inglês) defendeu nesta quinta-feira a regulação dos provedores de acesso à Internet, para garantir "a neutralidade da rede" e o "acesso de todos", o que poderá ser tornar uma lei no Congresso." /

O presidente da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC, sigla em inglês) defendeu nesta quinta-feira a regulação dos provedores de acesso à Internet, para garantir "a neutralidade da rede" e o "acesso de todos", o que poderá ser tornar uma lei no Congresso." /

EUA pretendem regular provedores de Internet

O presidente da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC, sigla em inglês) defendeu nesta quinta-feira a regulação dos provedores de acesso à Internet, para garantir "a neutralidade da rede" e o "acesso de todos", o que poderá ser tornar uma lei no Congresso.

AFP |

O presidente da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC, sigla em inglês) defendeu nesta quinta-feira a regulação dos provedores de acesso à Internet, para garantir "a neutralidade da rede" e o "acesso de todos", o que poderá ser tornar uma lei no Congresso.

A proposta de Julius Genachowski ocorre depois de a Comcast, gigante de Internet a cabo nos Estados Unidos, ter ganhado uma apelação contra a agência federal em um processo no qual impugnou os poderes da FCC.

A FCC afirmava que a Comcast tinha bloqueado de forma abusiva o acesso a download para alguns clientes e considerou que as conexões estavam muito lentas.

A corte de apelações do Distrito de Columbia decidiu em favor da Comcast, concluindo que a agência não tem autoridade necessária para exigir que os provedores de Internet garantam acesso igual a todos os clientes.

Essa decisão "limitou o papel (da FCC) na proteção dos consumidores, na promoção da competição e na garantia de que todos os cidadãos possam se beneficiar das redes de banda larga", afirmou a agência.

Gigantes da Internet como Google, Amazon e eBay se posicionaram em favor de uma maior supervisão por parte da FCC.

O projeto de Genachowski terá de passar pela aprovação de cinco membros da comissão e por um período de audiência pública.

vmt/lm/lb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG