Escolinha do Professor Raimundo completa 20 anos

Fora do ar, personagem é revisitado em shows de Chico Anysio pelo Brasil

Agência Estado |

Divulgação
Chico Anysio em cena clássica do programa
A Escolinha do Professor Raimundo completa, em 2010, vinte anos de sua estreia, na Globo. Sob o comando de Chico Anysio e participação de nomes célebres do humor, como Costinha (1923-1995), Rogério Cardoso (1937-2003) e Walter D'Ávila (1913-1996), o programa foi um dos maiores sucessos da TV brasileira dos últimos tempos. No ar inicialmente aos sábados, a atração chegava a picos de 30 pontos de audiência no Ibope (o equivalente a 1,8 milhão de residências ligadas na Globo).

Uma das provas do sucesso foi que até o então ministro da Educação, Carlos Chiarelli, agradeceu, em discurso no Senado, ao artista Chico Anysio e à Globo pela existência do programa. Segundo Chiarelli, o formato foi responsável por aumentar em 70% o número de matrículas de adultos em escolas de alfabetização.

"A Escolinha era o único programa de humor e educação da TV brasileira. Depois de todas as brincadeiras, eu esclarecia tudo, falando o que era correto", lembra Chico. Hoje aos 79 anos, apesar de ter um quadro fixo do personagem vampiresco Bento Carneiro no Zorra Total (Globo), programa exibido nas noites de sábado, Chico Anysio se diz saudoso. "Sinto uma falta danada da Escolinha ".

Mas ele encontrou uma forma de, senão matar, ao menos amenizar essa saudade. Em shows pelo Brasil, Chico Anysio volta a colocar a peruca de corte chanel, o jaleco azul e o bigode postiço – todos guardados desde que a Escolinha saiu doar, em 2000 – para encarnar o inesquecível Professor Raimundo. Ontem, aliás, o amado mestre tinha agendado um show , no Citibank Hall, no Rio de Janeiro, ao lado de outro personagem marcante: João Canabrava, vivido por Tom Cavalcante.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG