Desenho de Michelangelo pode ser vendido por até R$ 12,6 milhões

Obra data de 1504; trabalho não chegou a ser completado pelo mestre renascentista

Reuters |

Reprodução
A Batalha de Cascina
Um desenho preparatório feito pelo mestre renascentista italiano Michelangelo Buonarroti para sua obra encomendada e perdida "A Batalha de Cascina" está previsto para ser vendido por entre US$ 5 milhões e US$ 8 milhões (entre R$ 7,9 mi e R$ 12,64 mi) quando for a leilão, em 5 de julho.

De acordo com a casa Christie's, que vai leiloar o trabalho em Londres, o desenho de um nu masculino data de aproximadamente 1504, pouco tempo depois de Michelangelo ter começado a trabalhar sobre uma grande obra encomendada para celebrar a virtude cívica florentina.

O governo florentino encomendou de Michelangelo e do também grande mestre Leonardo da Vinci afrescos rivais de batalha para um salão no palácio cívico.

Nem "Batalha de Anghiari", de Da Vinci, nem "Batalha de Cascina," de Michelangelo, foram completados, e ambos foram perdidos, se bem que tenham sobrevivido parcialmente através de gravuras e desenhos.

"Este desenho oferece um vínculo excepcionalmente raro e direto com uma das maiores obras-primas ocidentais que não chegou a ser realizada," disse na terça-feira Benjamin Peronnet, chefe internacional de desenhos dos grandes mestres e do século 19 da casa Christie's.

O desenho feito por Michelangelo sobre papel forte para servir de modelo foi fragmentado e disperso entre admiradores do artista poucos anos após sua execução e hoje é conhecido apenas por meio de cópias.

O desenho que será posto em leilão é uma das 24 folhas desenhadas pelo próprio artista que registra sua visão para a obra "A Batalha de Cascina" e é o único estudo feito para o afresco que se encontra em mãos de particulares, disse a Christie's.

    Leia tudo sobre: arte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG