Deborah Colker apresenta 'Tatyana' e fascina público de Joinville

Espetáculo baseado em romance russo abriu oficialmente o Festival de Dança catarinense

Paola Novaes, especial para o iG |

Anfitriã da Noite de Abertura do 29º Festival de Dança de Joinville, a consagrada bailarina e coreógrafa Deborah Colker foi buscar inspiração para seu novo trabalho em um clássico da literatura russa de 1832. No espetáculo "Tatyana", baseado no romance "Evguêni Oniéguin", de Aleksandr Púchkin, e apresentado na noite de quarta-feira (dia 20), no Centreventos Cau Hansen, mais de 4 mil pessoas assistiram fascinadas à montagem contemporânea.

Agência Espetaculum/Divulgação
O espetáculo "Tatyana", apresentado em Joinville
Em dois atos, a Cia. de Dança Deborah Colker recriou no palco o próprio Púchkin, interagindo com os quatro protagonistas de sua obra-prima. A coreografia, realizada com música de compositores como Rachmaninov, Tchaikovski, Stravinski e Prokofiev, embalou a narrativa de duelos, desencontros, paixões e decepções. "O espetáculo é uma história de amor, de vida. Há um romantismo em 'Tatyana', e trazer este trabalho para Joinville, para essa plateia que vive a dança, foi um desafio", contou a coreógrafa, que retornou ao Festival após nove anos.

Cerca de 30 bailarinos integram o elenco da montagem, na qual também trabalharam um consultor literário, um preparador teatral, professores de balé e de dança contemporânea. A criação e direção ficaram a cargo da própria Deborah.

O cenário tem assinatura de Gringo Cardia e, a partir de uma enorme árvore de madeira de 6,5 metros, traduz a vida no campo. A vida urbana, que surge no segundo momento do espetáculo, com bailarinas nas pontas, segue embalada por projeções, computação gráfica e jogo de luzes.

Vale dizer que a produção aplaudida no Centreventos teve pré-estreia no Festival de Teatro de Curitiba e cumpriu temporada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Deborah Colker, por sua vez, já participou de três edições de Joinville e lembra com carinho da relação que tem com o Festival e a dança. "É um prazer enorme voltar e dançar neste ambiente onde as pessoas sentem, pensam e se enriquecem com a dança."

"Tatyana", que teve todos os ingressos esgotados no primeiro dia de vendas, foi apenas o primeiro de 150 espetáculos a serem vistos nos próximos 10 dias.

Aliás, na segunda-feira (dia 25), a Noite de Gala do Festival terá assinatura do Balé Teatro Castro Alves, da Bahia, com a montagem "A Quem Possa Interessar".

    Leia tudo sobre: dançaDeborah Colker

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG