Mostra em cartaz na sede original traz destaques da coleção original do museu

Divulgação
"A Negra", de Tarsila do Amaral
A origem do Museu de Arte Contemporânea (MAC) é conturbada. Foi criado em 1963, após a extinção do primeiro Museu de Arte Moderna de São Paulo por seu fundador, o industrial Ciccillo Matarazzo.

As obras da instituição, junto com as coleções do próprio Ciccillo e de sua mulher, Iolanda Penteado, deram origem ao acervo do museu, e desde então é administrado pela Universidade de São Paulo.

Alguns dos destaques desse acervo original podem ser vistos atualmente na mostra "Modernismos no Brasil", em cartaz até o final de julho no terceiro andar do prédio da Bienal, no parque do Ibirapuera.

Esse espaço foi a primeira e, até o início dos anos 1990, quando foi inaugurado o edifício da Cidade Universitária, única sede do museu. Com a inauguração da nova sede, esse espaço será desocupado em outubro.

"A última exposição da primeira sede é justamente esse acervo modernista que deu origem ao museu", explica o diretor do MAC, Tadeu Chiarelli.

A coleção inclui, por exemplo, ícones da pintura brasileira como "A Negra", de Tarsila do Amaral, e "A Boba", de Anita Malfatti. Grandes nomes da arte mundial também estão representados - Picasso, Kandinsky, Modigliani, Klee, De Chirico, Albers e Léger são alguns dos exemplos.

É um acervo invejável, e curiosamente pouco conhecido em São Paulo. Uma das explicações para esse desconhecimento é a localização do museu.

"É muito mais fácil ir ao MASP ou à Pinacoteca do que ir à Cidade Universitária", reconhece Chiarelli. "Lá, recebemos 80, 100 pessoas por dia. No terceiro andar da Bienal, a média atual é de 200 visitantes diários, porque o apelo dessa exposição que está lá é muito forte."

No caso da nova sede, Chiarelli ainda não tem nenhuma estimativa. "Eu espero que encha", resume. "Estamos num local mais central e de fácil acesso."

Modernismos no Brasil
Pavilhão Ciccillo Matarazzo (parque do Ibirapuera, portão 1, Ibirapuera)
Até 29/07
De terça a domingo, das 10h às 18h
Entrada gratuita

O Tridimensional no Acervo do MAC: Uma Antologia
Museu de Arte Contemporânea (av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, Ibirapuera)
Inauguração neste sábado (28), às 11h
De terça a domingo, das 10h às 18h
Entrada gratuita

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.